De Lucca El Colorado Reserva 2006: um Sauvignon Blanc diferente

O Uruguai é um país que se localiza na parte sul do continente americano e têm cerca de 3,3 milhões de habitantes distribuídos em dezenove departamentos. Seu consumo “per capita” é da ordem de trint e três litros (8º mundial) e cerca de 95% de sua produção de uvas é destinada à produção de vinhos. Apenas 5% da produção é de uvas de mesa. Metade de sua produção anual é para o consumo interno e a outra metade destina-se à exportação para o Brasil, EUA e Europa. A produção está nas mãos de “duzentas e setenta e oito famílias produtoras”. Destaca-se no plantio da cepa “tannat” que tem sua origem no sudoeste francês, mas também obtém sucesso no plantio das castas tintas cabernet sauvignon e franc, merlot, petit verdot, pinot noir, tempranillo e syrah e das brancas sauvignon blanc, sauvignon gris, viognier, torrontés, ugni blanc, gewürztraminer e chardonnay.

 

A vinícola De Lucca compreende três vinhedos situados nas comunidades de “El Colorado”, “Rincón de El Colorado”, “El Colorado Chico” e ” Progresso “. Essas vinhas totalizam de 50 ha, localizadas a 35 quilômetros da costa do Atlântico. O clima dominante é temperado, quente, úmido, relativamente seco e ensolarado durante a primavera e o verão. O solo escolhido é adequado para o cultivo da uva porque é bastante raso, bem drenado e possibilita o armazenamento de água suficiente para abastecer as vinhas durante o período vegetativo. O solo predominante é de cor marrom escuro e o sub-solo de calcário em alguns pontos.

 

Reinaldo de Lucca, Diretor e Enólogo, faz parte da segunda geração da família produzindo vinhos. Suas raízes estendem-se ao Piemonte, onde a família também produzia vinhos. Aprimorou-se com as graduações nas universidades de Montevidéu (Uruguai), Penn State University (EUA) e Montpellier (França). Seus vinhos são elegantes, vivos e originais, refletindo sua mentalidade inquieta e perfeccionista.

Degustação

De Lucca El Colorado Sauvignon Blanc Reserva 2006 – região: Canelones – álcool: 14,3% – preço: R$ 48,40 – portal Estação do Vinho – tel. 011 3045 2461 – Elaborado com uvas bem maduras, sua cor é amarelo na transição para o dourado brilhante. À princípio começou fechado mas abriu ao longo do tempo. Notas de fruta madura (melão e pêssego) sobre um discreto fundo vegetal que confirma a tipicidade da casta. Na boca um degrau acima. Álcool generoso integrado à fruta e à acidez perfazendo um conjunto equilibrado, harmonioso e sobretudo complexo. Untuoso, é um vinho expansivo, longo que arrancou diversos elogios. Detentor de ótima relação preço-qualidade. Por fim, seu frescor está intacto, o que faz-nos crer que seja um vinho de guarda que exibe uma cor densa (quase dourada) por conta de sua passagem por madeira (1 ano). À conferir. Avaliação: 88/100 pts.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

6 Responses to “De Lucca El Colorado Reserva 2006: um Sauvignon Blanc diferente”

  1. Jeriel,
    Na realidade neste Sauvignon Blanc uma parte das uvas obteve podridão nobre pela botritis. O que surpreende é que o vinho maturou por um ano em madeira nova, conforme me falou o produtor. Infelizmente personalidade deste branco especial não foi entendida pelo consumidor, de forma que na safra seguinte De Lucca mudou o estilo do vinho.
    Lembro ainda que Reinaldo De Lucca é doutor em Viticultura pela Universidade de Montpellier.

    • Pagliari,

      Sua manifestação está coerente com a descrição do vinho e passa a integrar o texto. Ao consultar o portal do produtor verifico que atualmente o vinho não tem passagem por madeira. De fato é um vinho complexo e agradável que vale cada centavo gasto na sua aquisição.
      Acredito firmemente na evolução dos vinhos cisplatinos, principalmente no progresso dos brancos, cada vez mais frescos e prazerosos. Os tintos caminham pela mesma senda. Enfim, o Uruguai nos reserva boas surpresas que precisam ser descobertas e apresentadas aos brasileiros.

      Saudações

      Jeriel

  2. De Lucca é um gênio. Doidão e competente. Adoro ele e seus vinhos são um grande show. O Marsanne dele também é espetacular, seu tannat não seguiu modismos querendo ser merlot ou malbec. ele tem personalidade e o Rio Colorado dele é dos melhores vinhos da américa do Sul, “Secondo Me” claro… Tomei um com dez anos de idade que parecia um Bordeaux de antigamente.

    • Didú,

      O vinho do post arrancou elogios sinceros dos presentes. Delicioso. Tb tenho um Marsanne que irei provar e lançar aqui no blog.
      De fato cada dia me surpreendo com a qualidade dos vinhos do Uruguai e certamente esse “De Lucca” é, no mínimo, um produtor confiável.
      Será que no segundo semestre visitaremos esse país (inclusive com o Pagliari)?

      abç

      Jeriel

  3. Rodrigo Mammana Responder

    O que me chamou atenção neste vinho foi exatamente sua personalidade. Obviamente a intenção do produtor não foi a de seguir tendências ou modismos, e sim imprimir o estilo que ele pessoalmente desejava. Raramente um sauvignon blanc com essa idade tem tanto frescor e complexidade.
    Infelizmente não são muitas as pessoas que o compreendem.

    • Rodrigo,

      Concordo “ipsis literis” com sua manifestação.

      obrigado pela participação

      abraço

      Jeriel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *