Vinhos Joffré e Hijas – Bodega RJ Viñedos na Vinea

Na noite de 28 de setembro, a importadora Vinea  (www.vinea.com.br  R. Manoel de Nóbrega 1.014, tel. 011 3059 5200 e Al. Araguaia, 540, tel. 011 2078 7880, Alphaville, Barueri, São Paulo)  comandada por Walter Fonseca, promoveu a apresentação do mais novo produtor incorporado no seu portfólio:  Joffré e Hijas – Bodega RJ Viñedos, Mendoza, Argentina. Além de Walter, estiveram presentes Raúl Joffré Presidente e Fundador  da R. J. Viñedos, Jimena Jofré, Vice-Presidente Comercial,  Gabriela Bigarelli, Sommeliére da Vinea  e demais formadores de opinião.

 

Sobre Joffré e Hijas

É uma bodega jovem sediada em Mendoza, mais precisamente no Vale de Uco. Em 2005 apresentou suas primeiras linhas de vinhos. Está se assentando no mercado com uma proposta de vinhos estruturados amadurecidos na bodega antes de sua liberação. A crítica argentina vem observando que a linha de vinhos “Joffré e Hijas Gran” se constitui em vinhos prazerosos que chegam prontos ao mercado, sempre bem avaliados nos concursos. Em 2006 apresentou seu primeiro vinho top “Blend de Selección”. O controle enológico é de Mariano Cignoli. No ano de 2008 essa bodega produziu 600.000 garrafas. A seguir a descrição e avaliação dos quinze vinhos degustados:

 

 

Pasion 4 Chardonnay – Chenin 2009 – R$ 39,00 – palha claro  com reflexo ligeiramente esverdeado. Aromas frutados (lima, banana e abacaxi) sobre um gostoso fundo floral com uma pontinha de mel. Na boca é um vinho de acidez vibrante, com bom balanço de seus componentes e um toque de baunilha. Avaliação: 87/100 pts.

 

 

Pasion 4 Malbec – Rosé 2009 – R$ 37,00 – sedutor na cor rosada brilhante, aromático no nariz com profusão de frutas vermelhas, notadamente morangos e cerejas, porém na boca caiu um degrau. Exibiu bom frescor, corpo magro e persistência curta. Sem amargor. Avaliação: 83/100 pts.

 

 

Pasion 4 Merlot 2009 – R$ 48,00 – vermelho rubi intenso. Nariz aberto com toques de fruta vermelha madura, leve tostado. Na boca corpo médio, leve sobra de álcool, taninos presentes e boa acidez. Precisa de mais algum tempo na garrafa para  ajuste do conjunto. Avaliação: 85/100 pts. 

 

 

Pasion 4 Malbec 2009 – R$ 48,00 – cor semelhante à do vinho anterior, madeira perceptível no nariz (15% do mosto amadureceu durante 6 meses em barrica de carvalho) ladeada por frutas vermelhas e negras perfazendo um conjunto agradável. Na boca a sua entrada revela um vinho fresco, especiado e de taninos finos. Boa acidez e final de média persistência. Fácil de beber. Avaliação: 87/100 pts. 

 

 

Pasion 4 Cabernet Sauvignon 2009 – R$ 48,00 – mais intenso na cor do que os anteriores. Nariz com notas de pimentão, groselha e fruta negra. Tânico e estruturado na boca. Álcool generoso. Acidez média. Bom entrosamento entre fruta e madeira. Mais algum tempo na garrafa (6 meses) deve arredondar o conjunto, que já agrada. Avaliação: 86/100 pts.+

 

 

Joffré e Hijas Gran Chardonnay 2009 – R$ 66,00 – palha com reflexo na transição para o dourado (este vinho é produzido com vinhas de 30 anos e não passa por madeira). Fino e elegante no nariz com sugestões de abacaxi, banana e pêra sobre notas florais e de mel. Na boca se destacou mais ainda: acidez delicada, álcool integrado, confirmação da fruta sinalizada no nariz e mesmo sem passar por madeira apresentou sugestões amanteigadas. Vinho balanceado, de ótimo equilíbrio gustativo, tipicidade, frescor  e que chega a ser guloso. À conferir. Avaliação: 89/100 pts.

 

Joffré e Hijas Gran Merlot 2006 – R$ 70,00 – álcool: 14% – cerca de cincoenta por cento  do mosto amadureceu em barrica de carvalho, 70% francês e 30% americano. Exibiu cor vermelho rubi com halo granada em formação. Nariz com toques defumados, especiarias e leve toque de evolução. Na boca subscreveu os aromas. Apresentou taninos aveludados, boa carga de madeira sem no entanto ofuscar a fruta, acidez média e final redondo, sem arestas. Avaliação: 88/100 pts. 

 

 

Joffré e Hijas Gran Bonarda 2007 – R$ 70,00 – uma das estrelas da degustação, 40% de seu mosto amadureceu durante 10 meses em barrica de carvalho (francês – 70% e americano – 30%).  Exibiu cor púrpura escuro quase retinto. Nariz expressivo com frutas negras em profusão, especiarias e uma ponta de madeira fina (semelhante a cedro). Na boca é um vinho expansivo, de taninos de boa qualidade, com a fruta assumindo o papel de protagonista e  a madeira o de coadjuvante. Poderoso, largo no meio de boca, deixa no fim-de-boca uma nota de chocolate. Avaliação: 88/100 pts. +

 

 

Joffré e Hijas Gran Malbec 2007 – R$ 70,00 – semelhante na cor ao vinho anterior, exibiu aromas de violetas, toques defumados sobre um fundo de geléia de ameixas. Na boca é um vinho rico, estruturado, de taninos que lhe conferem finesse e elegância. Intenso, profundo e com sua estrutura calcada no equilíbrio da fruta e da madeira. Um vinho prazeroso, de ótima tipicidade e que vale o preço. Avaliação: 88,5/100 pts.+

 

 

 

Joffré e Hijas Gran Cabernet Sauvignon 2007 – R$ 70,00 – amadurecido 10 meses em barrica, 70% francesa e o restante americana. Intenso e profundo na cor, exibiu aromas de frutas negras, pouco intensos sobre notas tostadas. Na boca taninos vivos em fase de arredondamento, acidez plena, álcool integrado (14,5%) e fruta um pouco encoberta pela madeira. Profundo, termina persistente. Precisa de mais algum tempo na garrafa. Deixa uma nota de licor de cacau no retrogosto. Avaliação: 86,5/100 pts. + 

 

Blend de Selección Cabernet Sauvignon (62%) e Merlot (38%) safra 2007 – álcool: 14,5% – R$ 93,00 – elaborado com uvas do Alto Vale de Uco, foi amadurecido durante 12 meses em barrica de carvalho francês (70%) e  americano (30%).  Análise organoléptica: vermelho rubi intenso com reflexo violáceo. Apresentou notas aromáticas que remetem a frutas negras e vermelhas maduras com matizes tostados. Uma ponta de especiarias. Na boca  se destacou ainda mais, principalmente pela elegância de seus taninos, acidez plena que lhe proporciona bom frescor. Integração da madeira e fruta. Macio, profundo, é um vinho elegante, que termina remetendo às notas olfativas percebidas no início. Perfil gastronômico. Avaliação: 89/100 pts.+

 

 

Blend de Selección 2 Malbec 2005 – R$ 93,00 – elaborado com uvas do Alto Vale de Uco, foi amadurecido durante 12 meses em barrica de carvalho francês (70%) e o restante americano, com uvas de Tupungato (vinhedo de 50 anos, 1.300 mts de altitude) Tunuyan (vinhedo de  15 anos a 1.056 mts. de altitude). 13,5% álcool. Análise organoléptica: púrpura profundo com reflexo arroxeado com uma discretíssima nota de evolução nas bordas. Perfil aromático típico dos grandes Malbecs argentinos com profusão de notas florais (violetas)  e frutadas (ameixas, amoras) sobre um fundo defumado. Concentrado, macio, equilibrado e sobretudo prazeroso, termina persistente. Um vinho que recebeu muitos elogios.  Tem potencial de guarda. Avaliação: 89,5/100 pts.+

 

 

Joffré e Hijas Premium Malbec 2007 – preço: R$ 131 – amadurecido por 14 meses em barricas francesas (70%) e americanas (30%). Apresentou cor vermelho rubi intenso, profundo com reflexo púrpura. Semelhante ao vinho anterior nos aromas com a madeira melhor integrada permitindo mais presença de fruta, portanto, detentor de maior complexidade olfativa. Na boca se destacou ainda mais, eis que seu conjunto é o mais harmonioso de todos os vinhos degustados, com taninos finíssimos  que tem contraponto no álcool generoso (14,5%) e na acidez salivante. Apresentou boa sustentação na taça da qual emergiram notas de chocolate algum tempo depois. Vinho profundo, aveludado e sobretudo muito bem feito. Termina largo, persistente e sem arestas. A boca entregou mais do que o anunciado no nariz. Deve crescer ainda mais à mesa. Avaliação: 90/100 pts.+

 

 

RJ Malbec 2005 – R$ 283,00 – amadurecido por 18 meses em barrica principalmente francesa mais 24 meses na garrafa antes de sua liberação ao mercado. Análise organoléptica: retinto na cor, é um vinho de aromas pouco intensos porém bastante complexos, sobressaindo no momento a madeira sobre um fundo floral (violetas) e licor de cacau. Na boca sua entrada revela um vinho de forte estrutura tânica. Madeira por sobre a fruta. Álcool generoso (14,5%), toque de especiarias e depois de algum tempo na taça a fruta apareceu, com as notas de ameixa, figo e amora em compota. Profundo, persistente, melhor se for bebido como acompanhamento de comida. Tem qualidades para uma promissora evolução na garrafa. Avaliação: 89/100 pts.++

 

 

RJ Distinto 2005 – R$ 308,00 – blend das castas Cabernet Sauvignon, Merlot e Malbec, oriundas do Alto Vale de Uco a 1.300 metros de altitude. Amadurecido por dezoito meses em barrica principalmente francesa mais vinte e quatro meses na garrafa antes de sua liberação ao mercado.  Análise organoléptica: retinto na cor, um pouco mais aberto no nariz com notas de pimenta, cravo, frutas negras sobre um fundo tostado. Leve couro.  Na boca é potente, alcoólico (14,5%), de taninos presentes, um pouco secantes, com a madeira encobrindo um pouco a fruta. Muito concentrado, promete evoluir bem na garrafa. Um vinho de longa guarda cujo tempo joga a seu favor. Pede uma carne vermelha para abrandar seu ímpeto. Avaliação: 89,5/100 pts.++

 

 A seguir algumas imagens do evento:  

 

Joffré Premium Malbec 2007 foi o preferido de quem escreve...

 

 

 

 

 

Os vinhos top da Joffré e Hijas

 

 

Linha Gran Reserva: Cabernet Sauvignon, Malbec, Bonarda e Merlot, todos da safra 2007

 

Linha Pasión 4 - Cabernet Sauvignon, Malbec e Merlot, todos da safra 2009 - preço: R$ 48

 

Walter Fonseca, Diretor da Vinea, com uma garrafa do Joffré e Hijas Premium Malbec 2007

 

Raúl Joffré, Jimena Joffré e Walter Fonseca

 

Formadores de opinião presentes na degustação da Vinea

 

Raimundo, do Dinho’s, com uma garrafa do RJ Distinto 2005, blend de Cabernet Sauvignon, Merlot e Malbec, com estágio durante 18 meses em barrica de carvalho francês novo.

 

Jimena Joffré, João Araújo Alves Neto (Dinho's) e Walter Fonseca

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *