IMG-20130309-00400

Após conhecermos as principais vinícolas da região da Campanha Gaúcha, encontramo-nos com o leitor Jacques Martins para uma degustação em Porto Alegre, na noite de 9 de março.  O local escolhido foi o  Via Imperatore, restaurante localizado na Rua República  509, Cidade Baixa, tel 51 3026 3071, www.viaimperatore.com.br. Presentes além de quem escreve e do leitor Jacques: Moacir Biasibeti,  Ulisses, Márcio e Luiz, para degustação dos vinhos cuja lista segue:

Vinhos degustados
Vinhos degustados

Parallèle “45″ Côtes du Rhône Paul Jaboulet Aîne 2009 – Mistral – US$ 39,90

Nemorino – Syrah (60%), Sangiovese (20%) e Merlot (20%) – IGT Toscana 2007 – Cantu – R$ 69

Roche Costamagna Annunziata Barbera D’Alba DOC 2008álcool: 13,5% – região: La Morra/Piemonte – Ravin – preço: R$ 59

Marqués de Cáceres Reserva 2004, Região: Rioja Alta, Álcool: 13,5%, variedades: Tempranillo (85%), Garnacha Tinta e Graciano (15%), Preço médio: R$ 160 – Importador: Mr. Man

Angélica Zapata Merlot 2005 – 14,5% álcool – Mendoza/Agrelo – Luján de Cuyo – preço US$ 45,90 (Mistral)

Angélica Zapata Cabernet Sauvignon 2006 – 14% álcool – Mendoza/Agrelo – Luján de Cuyo – preço US$ 45,90 (Mistral)

Tannat Viejo H. Stagnari 2008 – 14,2% álcool – Cantu

Picanha borboleta - uma das especialidades do Via Imperatore de Porto Alegre
Picanha borboleta – uma das especialidades do Via Imperatore de Porto Alegre

Parallèle “45″ Côtes du Rhône Paul Jaboulet Aîne 2009 – álcool: 14% – uvas: Grenache (60%) e Syrah (40%) – importador: Mistral – preço: US$ 17,90 (R$ 50,84 em 24.01.2004) – intenso na cor violácea com reflexo púrpura. Nos aromas notas de madeira, especiarias sobre framboesa. Depois de algujm tempo tabaco e fumo-de-corda. No paladar um degrau a mais, com taninos presentes de boa qualidade, alguma sobra de álcool, reminiscência de frutas negras e final de boca longo, macio. Avaliação: 88,5/100 pts.

IMG-20130309-00398

Roche Costamagna Annunziata Barbera D’Alba DOC 2008álcool: 13,5% – região: La Morra/Piemonte – preço: R$ 59 – Ravin – Tel.: (011) 5574-5789 – Vermelho-rubi de média intensidade com reflexo violáceo. Aromas abertos com predomínio de notas florais  sobre um fundo discretamente terroso. Leve toque de especiarias. Na boca é um vinho de taninos macios, boa acidez e corpo médio para bom. Um Barbera de perfil moderno,  fácil de beber e que pode ser considerado um “best buy”. Cresceu à mesa. À conferir. Avaliação: 88/100 pts.

IMG-20130309-00401

Marqués de Cáceres Reserva 2004, Região: Rioja Alta, Álcool: 13,5% , uvas: Tempranillo (85%), Garnacha Tinta e Graciano (15%), Preço médio: R$ 160 – Importador: Mr. Man – vermelho-rubi com reflexo púrpura sem halo de evolução. Nariz complexo a lembrar geléia de frutas vermelhas, especiarias, madeira fina (cedro) sobre um discreto fundo vegetal. Boca complexa, expansiva, de taninos finos e bem presentes sem incomodar, bom entrosamento entre barrica e fruta com livre expressão dessa última. Álcool e acidez generosos, porém, integrados. Finaliza aveludado deixando uma nota frutada no longo e persistente  fim-de-boca. Ótima perspectiva de evolução na garrafa. Vinho de ótima tipicidade que recebeu 87/100 pts. da WS em 11/2009Avaliação: 90/100 pts.++

Salão superior do Via Imperatore
Salão superior do Via Imperatore

Nemorino IGT 2007 – Syrah (60%), Sangiovese (20%) e Merlot (20%) – 14% álcool – R$ 69 – importador: Cantu – Vermelho rubi com nítido halo granada. Nariz floral, herbáceo. Boa acidez, leve sobra de álcool. Boca adstringente, um pouco rústica. Leve prevalência da acidez sobre os taninos. Fruta e madeira em integração. Álcool generoso. Termina secante. Amadurece seis meses em barrica de carvalho francês e mais seis meses na garrafa. Avaliação: 85/100 pts. 

Catena Angelica - a tipicidade é o maior atributo desses vinhos
Catena Angelica – a tipicidade é o maior atributo desses vinhos

Angélica Zapata Merlot 2005 – 14,5% álcool – Mendoza/Agrelo – Luján de Cuyo – preço US$ 45,90 (Mistral) – este Catena afinou por 16 meses em barricas de carvalho francês, 40% novas. A Merlot sempre tropeçou na Argentina, principalmente por desinteresse da maior parte dos produtores do que por seu perfil aromático e gustativo, eis que normalmente os Merlots são facílimos de beber. É o tipo de vinho gostoso que costumamos indicar para quem está a se iniciar no mundo do vinho. Os vinhateiros platinos sempre utilizaram-na nos cortes e raramente fazem varietais. Este, como bem anotado na sua ficha técnica do importador, durante muito tempo foi produzido em pequena escala e somente vendido na Argentina. Os vinhedos são de altitudes diferentes: La Pirámide, Nicásia e Adrianna. Análise organoléptica: púrpura intenso com reflexos arroxeados. Aberto nos aromas com notas florais (violetas)  com discreta fruta vermelha sobre um fundo de baunilha. Na boca é um vinho denso, alcoólico, de taninos presentes de fina textura e média acidez. A concentração impressiona, com muita fruta vermelha e madeira por integrar. Intenso e profundo, termina secante e no retrogosto confirma a fruta vermelha. Apresenta longo potencial de guarda e recomenda-se decantá-lo por uma hora antes de consumir. Bom para carnes grelhadas. Avaliação: 88/100 pts. +

Porto Alegre-20130310-00421

Angélica Zapata Cabernet Sauvignon 2006 – 14% álcool – Mendoza/Agrelo – Luján de Cuyo – preço US$ 45,90 (Mistral) – este Catena afinou por 18 meses em carvalho francês (85 % – 30% novos) e 15% em barricas americanas. Análise organoléptica: púrpura intenso profundo com reflexos arroxeados. Aberto nos aromas com licor de cassis,  groselha, cereja e ameixa em profusão sobre um fundo de baunilha. Na boca é um vinho denso, potente, alcoólico, de taninos presentes de  textura fina e boa acidez. A concentração de sabor é adequada com muita fruta vermelha e madeira  integrada. Intenso e profundo, termina aveludado e no retrogosto confirma a fruta vermelha. De tipicidade invejável, apresenta longo potencial de guarda e recomenda-se decantá-lo por uma hora antes de consumir. Bom para carnes grelhadas. Avaliação: 90,5/100 pts. +

IMG-20130309-00400

Sobre o Via Imperatore

A grelha utilizada é tipo uruguaia com distância mínima de 30 cm da carne, sendo a picanha “borboleta” sua especialidade. O serviço do vinho é bom, atencioso e a carta tem boas opções de vinhos Sul-Americanos e do Velho Mundo das importadoras Mistral e Vinhos do Mundo. O salão é amplo e o espaço entre as mesas é razoável. E o melhor de tudo: os preços praticados pelo Via Imperatore de Porto Alegre (Rua República  509, Cidade Baixa, tel 51 3026 3071, www.viaimperatore.com.br.) são realistas, nada exagerados.

(Visited 161 times, 161 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *