O preço dos vinhos no Chile – Lojas e Free Shop

CIMG1872_2430x3240

Em recente viagem para o Chile tivemos oportunidade de tirar as fotos que seguem. Os preços são do aeroporto de Santiago e de lojas (La Cav e El Mundo del Vino). Os preços estão cotados em pesos chilenos – PC$. Compare-os  com os do Brasil, sem esquecer que a tributação elevada e margens de lucro excessivas concorrem para o encarecimento do preço final do vinho. Mas existe “uma luz no fim do túnel”: nem todos importadores aplicam margens exageradas. É o que se infere das imagens abaixo, feitas em homenagens aos leitores que diariamente acessam os posts anteriores sobre o assunto e que solicitam esse tipo de matéria:

Don Melchor 2008

Don Melchor 2008 – 75.000 pesos chilenos =  R$ 330. No Brasil R$ 399

Don Maximiano 2007 - P$ 71.990 = R$ 317

Don Maximiano 2007 – P$ 73.990 = R$ 326. No importador custa R$ 415,80

Seña e Chardwick

Seña  – PC$ 120.000 = R$ 528,36. No Brasil custa R$ 648. Já o Chadwick 2009 – PC$ 200.000 = R$ 880,60. No Brasil custa R$ 878,90

 

Lota R$ 344 - No Brasil custa R$   Gravas del Maipo Syrah R$

Lota R$ 344 – No Brasil custa R$ 369 –  Gravas del Maipo Syrah R$ 383 – no Brasil custa R$ 580 (preço médio)

 

Epu 2010 - R$ 114,48 - No Brasil R$ 190

Epu 2010 – R$ 114,48 – No Brasil R$ 190

Almaviva do começo da matéria: no Chile sai por R$ 542 – No Brasil à partir de R$ 750

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

11 Responses to “
O preço dos vinhos no Chile – Lojas e Free Shop

    • Luiz,

      A matéria já está pronta, será publicada nos próximos dias, você será avisado!

      att

      Jeriel

  1. E o preço dos vinhos acessíveis, como estão? acessíveis são aqueles para o dia a dia. E aqueles que não estão disponíveis no Brasil? Obrigado.

    • Guilherme,

      A diferença é maior ainda. Na próxima viagem farei uma matéria sobre esses vinhos também.

  2. Oi Jerriel
    Não sendo o assunto principal, mas faz parte a loja La Cav do Costanera realmente é uma excelente pedida para compras das ampolas em Santiago.
    Esta de mais barato nem vou comentar, mas também a grande variedade de vinhos chielnos que nem chegam ao nosso mercados, várias bodegas interessantes.

    Abraço.
    @GusBelli

  3. Caro Jeriel, com vais?
    Para ilustrar o assunto por ti abordado, veja um comparativo abaixo dos vinhos argentinos que compra-se no comércio local de Paso de Los Libres na Argentina (cidade localizada logo após a ponte fronteiriça a Uruguaiana) e os mesmos rótulos no Brasil. Além do Imposto, algum intermediário deve estar auferindo margens invejáveis…
    Encaminharei a tabela em excel a teu email!
    Abraços
    Emerson

    • Emerson,

      O post sobre vinhos argentinos já está agendado para o próximo fim de semana.

      Obrigado pela participação.

      Jeriel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *