Um Alentejo Diferente – Herdade do Pinheiro

Alentejo 3

Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA), entidade responsável pela promoção dos Vinhos do Alentejo no mercado português e em mercados-alvo internacionais, dirigida por Dora Simões convidou um pequeno grupo de jornalistas brasileiros para conhecimento de vinícolas no Alentejo (programação “Um Alentejo Diferente”), sob a condução de Maria Amélia Vaz da Silva, num roteiro diversificado e exclusivo, que implicou na visita de vinícolas e degustações de vinhos dessa importante região produtora de vinhos de Portugal, no período de 21 a 25 de janeiro do corrente ano.

IMG-20140124-01753

Sobre a Herdade do Pinheiro

Encravada numa propriedade de 500 hectares, dos quais 120 destinados aos vinhedos, cultivados com variedades tintas (70%) e brancas (30%), o grupo de jornalistas do Brasil foi recebido pela simpática e comunicativa Sra. Ana Silvestre Ferreira Bicó, co-proprietária da vinícola, que entre outras considerações salientou que em Portugal, os vinhos poderão ser encontrados nas redes supermercadistas Jumbo, Sonae, Feira Nova e Corte Inglez. No Brasil, seus vinhos são importados por Bruck, podendo ser encontrados nos supermercados da Companhia Brasileira de Distribuição (Extra e Pão de Açúcar). Portanto, a Herdade do Pinheiro, possui várias linhas de vinhos desde os envasilhados em “bag-in-box” até os vinhos engarrafados da linha Reserva. A produção anula chega a 1 milhão de garrafas. Também produz azeite.

Mais informações sobre a Herdade do Pinheiro

Empresa familiar comandada pelos irmãos Ana Silvestre Ferreira Bicó e Miguel Ferreira Silvestre, que sucederam o avô Antonio Francisco Silvestre Ferreira, empresário agrícola que chegou no Alentejo no final da década de 1.950. A propriedade localizada no Sul do Alentejo, em “Ferreira do Alentejo”, possui uma barragem de água, observando-se toda fauna e flora existentes, nomeadamente alcaravões (espécie rara em Portugal), flamingos, patos-reais e outras aves. Recentemente, mais 16 hectares de vinhas foram incorporadas à Herdade do Pinheiro.

IMG-20140124-01759

A seguir a descrição e avaliação dos vinhos degustados:

Herdade do Pinheiro (branco) 2012 – Álcool: 13,5% – Variedades: Antão Vaz e Arinto – Amarelo com reflexo dourado. Notas amanteigadas no nariz. Utiliza aparas de madeira para dar complexidade. Macio, redondo, com fruta, final sem amargor. Avaliação: 86/100 pts. 

IMG-20140124-01764

Herdade do Pinheiro tinto 2012 – Álcool: 13,5% – Variedades: Syrah e Touriga Nacional – vermelho-rubi de média intensidade. Aromas herbáceos. Na boca taninos presentes a reivindicar mais tempo na garrafa para seu completo amaciamento. Boa acidez, final de média persistência. Avaliação: 85/100 pts.

IMG-20140124-01758

Herdade do Pinheiro Colheita 2009 – Álcool: 13,5% – Variedades: Aragonês, Trincadeira e Cabernet Sauvignon – Violáceo intenso. Aromas complexos com notas vegetais, sous-bois, madeira fina (cedro). Na boca taninos de boa qualidade, fruta e madeira (amadurecido seis meses em carvalho francês e americano; quatro meses de afinamento na garrafa) em harmonia. Acídulo e de boa persistência. Deve crescer à mesa. Avaliação: 87-88/100 pts.

IMG-20140124-01766

Herdade do Pinheiro Colheita 2011 (rótulo preto) – Álcool: 14,5% – Variedades: Touriga Nacional, Alicante Bouschet e Aragonês – Preço em Portugal: $ 5,49 Euros – Violáceo intenso. Aromas complexos com notas florais (violetas) e frutas confitadas. No paladar taninos de textura firme sem aspereza. Bom equilíbrio gustativo. Tudo em sintonia: álcool, acidez, taninos fruta e madeira. O resultado é um vinho fresco, agradável, de boa tipicidade com final persistente, sem aspereza. Avaliação: 88/100 pts.

IMG-20140124-01767

VERTICAL DE HERDADE DO PINHEIRO RESERVA

Herdade do Pinheiro Reserva 2001 – Álcool: 12,5% – Variedades: Aragonês, Trincadeira e Touriga Nacional – Corte tipicamente Alentejano produzido numa das melhores safras da década passada na região. Amadurecido em barricas novas de carvalho francês por um ano. Análise organoléptica: violáceo intenso com nítido halo granada. No nariz um desfile de aromas complexos e convidativos com notas resinosas, caramelo, mentol e geleia de frutas negras. No paladar a plena subscrição das sensações olfativas, com taninos finíssimos conferindo elegância e sofisticação a este espetacular tinto,  que está maduro e no momento certo para ser desfrutado. Equilibrado, persistente e longo. Elaborado pelo habilidoso enólogo Luis Leão, degustá-lo foi uma experiência agradável, prova de que os tintos alentejanos envelhecem bem, muito bem! Avaliação: 91-92/100 pts.

IMG-20140124-01766

Herdade do Pinheiro Reserva 2002 – Álcool: 12,5% – Variedades: Aragonês, Trincadeira e Touriga Nacional – Corte tipicamente Alentejano produzido numa das melhores safras da década passada na região. Amadurecido em barricas novas de carvalho francês por um ano. Análise organoléptica: violáceo intenso com halo granada. Paleta de aromas semelhantes ao vinho anterior com uma nota de fruta cozida se destacando. Melhor na boca: tanino finos conferindo elegância ao vinho, de sólida estrutura, com os principais elementos entrosados entre si: fruta, madeira, álcool, acidez e taninos. O resultado é um vinho bem construído, com a fruta saindo de cena dando espaço para notas de evolução. O final, com menos persistência do que o exemplar da safra anterior, é harmônico. Avaliação: 90/100  pts.

IMG-20140124-01762

Herdade do Pinheiro Reserva 2003 – Álcool: 13,5% – Variedades: Aragonês, Trincadeira e Touriga Nacional – Corte tipicamente Alentejano produzido numa das safras mais quentes da década passada na região. Amadurecido em barricas novas de carvalho francês por um ano. Análise organoléptica: granada brilhante. Aromas complexos com notas minerais (grafite), vegetais (matéria orgânica em decomposição) sobre ligeiro defumado. Boca tânica (boa qualidade), acidez elevada, álcool generoso, média concentração de sabor com algumas notas resinosas num final macio de razoável persistência, sem amargor. Avaliação: 89/100 pts.

IMG-20140124-01765

Herdade do Pinheiro Colheita Seleccionada 2004 “Homenagem a Antonio Silvestre Ferreira” – Álcool: 14,5% – Variedades: Trincadeira e Touriga Nacional e Alicante Bouschet – Corte tipicamente Alentejano engarrafado em fevereiro de 2007. Amadurecido em barricas novas de carvalho francês e americano por dezoito meses. Análise organoléptica: violáceo intenso com discreto halo granada em formação. Nos aromas um verdadeiro leque com sugestões de barrica, toques florais (violetas), fruta negra (ameixa, framboesa e figo) sobre uma notinha de caramelo. Boca no mesmo diapasão, taninos sedosos, já amaciados pelo tempo. Concentração de sabor na medida certa com a fruta se destacando. Os elementos álcool, acidez, taninos e madeira estão todos em sintonia. O resultado é um vinho forte, elegante, cujo auge se aproxima, podendo ser desfrutado de imediato. Persistente, seu final é sedoso, macio. Avaliação: 91-92/100 pts.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

One Response to “Um Alentejo Diferente – Herdade do Pinheiro”

  1. Qual a data do “post”? Estava buscando o tempo de guarda do Herdade Pinheiro Reserva (rótulo preto) com corte alentejano (aragonês, trincadeira, touriga nacional). Achei uma “double magnum” 2002 e gostaria de saber se ainda vale a pena!!!

    Grato. Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *