Ponta de estoque da Vinci – Mauro Cosecha 2006 – Vino de Castilla y León, um verdadeiro “achado”

 

Todo cuidado é pouco nas  "Pontas de Estoque" de algumas importadoras, porque sempre há vinhos encalhados, que não vendem simplesmente porque são ruins. Mas há também boas oportunidades. O consumidor tem que se orientar, e se possível, comprar uma garrafa para verificar o estado de conservação do vinho.  Fizemos isso com o vinho deste post, mas quando decidimos partir para a segunda garrafa já era tarde demais...

Todo cuidado é pouco nas “Pontas de Estoque” de algumas importadoras, porque sempre há vinhos encalhados, que não vendem simplesmente porque são ruins ou até mal divulgados. Mas também  há boas oportunidades. O consumidor tem que se orientar, e se possível, comprar uma garrafa para verificar o estado de conservação do vinho. Fizemos isso com o tinto deste post, mas quando decidimos partir para a segunda garrafa já era tarde demais…

A literatura existente em torno da bodega espanhola Mauro assinala que: “trata-se de uma jovem bodega espanhola com sede em Tudela del Duero que produz bons tintos: Mauro “Tinto del País”, elaborado com Tempranillo, redondo e frutado, agora com um toque de Syrah; também complexo e aclamado VS – Vendimia Seleccionada e o raro, incrível e caro Terreus. Não é uma DO, já que algumas uvas vêm de fora de Ribera del Duero. Vinícola irmã: Maurodos, em Toro. Importante destacar que a região autônoma de Castilla y León engloba as seguintes D.Os: Ribera del Duero, Cigales, Bierzo, Rueda e Toro. Recentemente: Arribes e Arlanza. Os vinhos fora dos regulamentos dessas DOs são classificados como meros “Vinos de La Tierra de Castilla y León”. Fonte: O Grande Livro dos Vinhos – Publifolha – 2013

  Mauro

O Zeffiro deum show de profissionalismo na primeira edição de 2014 do restaurante week - não diminuiu tamanho das porções, ao contrário, caprichou ainda mais!

O Zeffiro deu um show de profissionalismo na primeira edição de 2014 do restaurante-week porque não diminuiu tamanho das porções, ao contrário, caprichou ainda mais!

Degustação

Mauro Cosecha 2006 – Vino de la Tierra de Castilla y León – Álcool: 14,5% – Região: Tudela de Duero/Valladolid/Ribera del Duero – Variedades: Tempranillo (85%) e Syrah (15%) – preço: R$ 179 (ponta de estoque Vinci; safra 2009 por R$ 341) – O tinto Mauro foi elaborado com uvas de vinhedos situados na região de Ribera del Duero. Houve fermentação tradicional com controle de temperatura. A vinificação das castas aconteceu separadamente. O vinho amadureceu 16 meses em barricas francesas e americanas. Análise organoléptica: vermelho-rubi profundo, brilhante com discreto halo granada em formação nas bordas. Aromas florais e de frutas bem maduras, acrescido do fato que o vinho estagiou em  meses em barricas francesas e americanas de diferentes idades, o que lhe conferiu grande complexidade aromática, eis que depois de algum tempo na taça houve o predomínio das notas balsâmicas e de chocolate para completar e conferir sofisticação ao conjunto. No paladar, a sua entrada revelou um vinho encorpado, de taninos aveludados, álcool e acidez equilibrados, impressionante concentração de frutas negras e vermelhas envoltas em gostosas notas de baunilha aportadas pela madeira judiciosamente utilizada. O final é elegante, de grande cumprimento, antevendo uma boa e desejável longevidade. Um vinho hedonista, adquirido por preço razoável, ainda assim acima ao praticado no seu país de origem. Avaliação: 91/100 pts.++

Informa o importador que: "com 90 pontos de Robert Parker, o  Mauro 2006 é uma das inspiradas criações do genial enólogo Mariano Garcia, responsável por alguns dos mais memoráveis vinhos da Espanha. Cheio, rico e muito complexo, é um dos grandes modelos de Ribera del Duero modernos".

Informa o importador que: “com 90 pontos de Robert Parker, o Mauro 2006 é uma das inspiradas criações do genial enólogo Mariano Garcia, responsável por alguns dos mais memoráveis vinhos da Espanha. Cheio, rico e muito complexo, é um dos grandes modelos de Ribera del Duero modernos”.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

2 Responses to “Ponta de estoque da Vinci – Mauro Cosecha 2006 – Vino de Castilla y León, um verdadeiro “achado””

  1. Não acho que o preço esteja próximo ao praticado em seu país de origem. O Mauro custa 24 Euros na Espanha. Ou seja, metade do preço daquele da promoção da Vinci. Como o valor pago por este comum, se compraria o Vendimia Seleccionada lá.
    []s,
    Leandro

    • Leandro,

      Provei o vinho pela primeira vez em Ciudad Real, na Espanha, num restaurante e seu preço foi próximo de 50 Euros, safra 2006. Mas de fato,
      numa simples busca pela internet encontrei o 2011 por 22,50 Euros. Ao importar o vinho seu preço já dobra…e triplica ou quadruplica
      se a margem de lucro do importador for alta. Mesmo assim sua observação procede. Mas destaco que valeu os R$ 179, porque há vinhos espanhóis
      bem mais caros sem a mesma qualidade. Difícil mesmo é desembolsar R$ 341 pelo 2009 aqui no Brasil!

      att

      Jeriel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *