Jorge Lucki

A seguir excertos do texto de Jorge Jucki publicado no Valor Econômico de 18.12.2014.

“A prazerosa tarefa de eleger os melhores vinhos que provei durante o ano tem desta vez um caráter especial, já que, em função do calendário mais apertado, a lista foi compactada para poder ser publicada em uma coluna apenas. Para não mexer no formato tradicional – os vinhos estão divididos em regiões, gêneros e categorias de preço, dentro do princípio de comparar o que é comparável -, o único que me parece verossímil, a relação contempla rótulos que se destacaram em meio a uma seleção um pouco mais ampla. É o que se poderia chamar de “os destaques dos destaques”.

No que se refere aos vinhos listados na coluna “melhor qualidade x preço”, é ilusório impor um teto de R$ 50,00, o que seria desejável – mais baixo então, é impossível. Não há milagre, nem é, em geral, ganância das importadoras. Isso se deve à absurda e despropositada carga tributária imposta pelas autoridades brasileiras. Que incidem também, diga-se de passagem, sobre os rótulos nacionais. Por isso, vinhos que têm somente preço baixo como atrativo não se encaixam nesta coluna”.

JL2014

“Se as duas categorias atendem o objetivo maior deste espaço, ou seja auxiliar o leitor na dura tarefa de escolher quais garrafas comprar – é resultado de degustações analíticas e estudos comparativos de custo e qualidade -, a que eu denominei “soberanos”, muito mais do que tornar público o que de melhor eu bebi – aqui não cabe a (fria) palavra degustação -, permite homenagear aqueles que me proporcionaram momentos tão especiais. São vinhos sublimes, é verdade, mas não teriam a mesma dimensão se as pessoas com as quais os compartilhei não fossem muito especiais. Saber reconhecer e dar valor à generosidade é uma lição que o vinho me ensinou”.

Jorge Lucki

Leia mais em:

http://www.valor.com.br/cultura/3828056/os-melhores-vinhos-do-ano-2014#ixzz3MFnsbFiC

(Visited 870 times, 870 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *