Vale de Itata – Viña Santa Berta

A Viña Santa Berta é uma propriedade da Viña Errázuriz Domínguez, localizada no Fundo Millapel, município de San Nicolas, no Vale de Itata, Região de Bio Bio, Província de Ñuble, a apenas 8 km da cidade de Chillán.  Em 1997 a família Errázuriz Domínguez 1997 comprou a Fazenda Millapel, onde as suas vinhas estão agora localizadas e promoveram a renovação da antiga adega para abrigar a sala de barricas. A propriedade está localizada no centro da província de Ñuble, na “depressão intermediária” mais conhecida como “vale central”.  É constituída por 186,5 hectares de terras agrícolas irrigadas das quais 91,68 hectares estão plantadas vinhas e o restante é usado para criação de gado e culturas anuais. A fazenda também tem 84,50 hectares de vegetação natural conhecida como “La Isla” em solos arenosos ao longo da margem norte do rio Ñuble.

2015-03-26 10.16.51

A adega, bem como a casa senhorial, casas menores, pátios, capela e jardins estão bem localizadas no meio de um belo parque no lado oeste da propriedade. A propriedade tem água suficiente para irrigar as vinhas, culturas anuais e as áreas de pastagem. Sistemas de irrigação por gotejamento modernos são utilizados para as vinhas para garantir fornecimento constante de água com base nas demandas das videiras no final da primavera e durante todo o verão.

2015-03-26 10.28.44

O Clima

A propriedade está localizada no Distrito Agrícola de Chillán, que tem uma precipitação média anual de 1.272 milímetros (50 in) distribuída principalmente entre outono e inverno, embora a chuva caia ocasionalmente durante o verão. A estação seca dura de quatro a cinco meses, o que coincide com a época de cultivo das uvas. O clima é mediterrâneo. Variedades brancas (48,94 ha) como Chardonnay, Sauvignon Blanc, Riesling, Pinot Gris e Sauvignon Gris e as tintas (54,74 ha) Pinot Noir, Merlot, Syrah, Cabernet Sauvignon e Carménère amadurecem perfeitamente na região.

2015-03-26 10.25.59

 

Sustentabilidade

Viña Errázuriz Domínguez tem estado comprometida com a proteção do ambiente, uma vez que adotou uma gestão sustentável para suas vinhas e também para o bem-estar de seus funcionários e trabalhadores desde que começou. De acordo com o compromisso da sustentabilidade, Errázuriz Domínguez tem políticas de produção de vinhos que seguem rigorosos padrões ecológicos. A adega busca continuamente novas tecnologias de produção e sistemas para aumentar a eficiência no uso dos recursos hídricos e energéticos, bem como uma melhor gestão de resíduos para reduzir o impacto ambiental de suas operações. Como resultado de sua preocupação com os problemas associados com a mudança climática, a empresa adotou uma política para calcular as emissões de carbono, a fim de identificar as principais fontes de gases de efeito estufa e procurar maneiras de modificar seus processos para ajudar a reduzir ou mitigar estas fontes.

 

2015-03-26 10.31.07

Vinhos produzidos –

A Viña Errázuriz Domínguez tem capacidade de produzir 1,6 milhões de litros de vinhos e possui tanques em aço inoxidável que variam de 1.000 a 40.000 litros, os quais permitem flexibilidade em seus processos de vinificação, de acordo com os diferentes tipos de vinhos produzidos. Os vinhos finos estagiam numa antiga adega que foi completamente reformada para manter 600 barricas de carvalho para amadurecimento, bem como novos tonéis de carvalho francês da tanoaria francêsa Seguin Moreau. A adega está equipada com sistemas de controle de umidade, ventilação e temperatura e está localizada entre o armazém de vinhos engarrafados e a bela capela da mansão original. Viña Errázuriz Domínguez começou o seu projeto de vinhos finos em 2007 e desde então, elaborou seu primeiro Cabernet Sauvignon de seus vinhedos no Vale do Maule, onde tem 12 hectares de solo argiloso na comunidade de Retiro, entre Parral e Cauquénes. A colheita de 2007 contemplou um tinto amadurecido por mais de 18 meses em barrica de carvalho engarrafado em junho de 2009. Dois vinhos diferentes foram produzidos, Santa Berta Gran Reserva e Santa Berta Founder’s Reserva. As safras 2008 e 2009 ainda estão em barricas e serão engarrafadas uma vez que o tempo de amadurecimento tenha se exaurido, geralmente após 18 meses. A safra de 2009 do vinho branco 4B foi engarrafada em novembro do mesmo ano, depois de estagiar três meses em barricas de carvalho novas. Este vinho muito especial recebe seu nome, 4B, a partir do fato de que ela é produzido de quatro variedades brancas: Chardonnay, Pinot Gris, Sauvignon Blanc e Riesling (infelizmente não foi provado).

2015-03-26 10.32.16

Vinhos degustados –

Espumante Santa Berta Chardonnay (60%) e Pinot Noir (40%) – Álcool: 12,5% – Elaborado pelo método Charmat, exibiu cor palha brilhante. Borbulhas pequenas, no centro da taça, em grande quantidade todas enfileiradas formando um cordão. Aromas de frutas de polpa branca e pão tostado. Boca volumosa, complexa, com surpreendente cremosidade. De bom cumprimento, termina sem amargor. Espumante chileno de boa qualidade, de apresentação esmerada!

2015-03-26 10.09.48

Santa Berta Moscatel Reserva 2014 – Palha brilhante, translúcido. Aromas terpênicos, florais, erva cidreira, mel sobre um fundo especiado. Boca firme, concentrada, acento mineral, bom equilíbrio entre doçura e acidez resultando num branco fresco, potente e de grande densidade. O fim-de-boca é intenso, sem amargor. Um branco de perfil diferente do que estamos acostumados e que deve se revelar à mesa.

2015-03-26 10.42.56

Santa Berta Sauvignon Blanc Reserva 2014 – Álcool: 12,5% – palha esverdeado brilhante. Muito aromático confirmando os traços vegetais da casta com bastante mineralidade. Ao lado desses aromas uma nota floral a lembrar os vinhos da região central (quente), mais precisamente o Vale de Colchágua. Na boca além de confirmar esses aromas, surpreendeu pelo frescor proporcionado pela acidez vibrante e por sua maciez. Os toques vegetais da casta foram confirmados e a fruta se fez presente nas abundantes sugestões cítricas. Tem um fundo mineral quase salino que lhe confere personalidade.

2015-03-26 10.16.51

Santa Berta Pinot Noir Reserva 2014 – Álcool: 13% – vermelho-rubi de média intensidade. Aromas abertos com notas de frutas vermelhas e negras com boa sustentação na taça. Na boca é um autêntico Pinot Noir de tipicidade/alma chilena, cujos taninos são macios, redondos, acidez razoável, boa quantidade de fruta e um toque tostado lhe dado pela passagem em carvalho (francês). Corpo e persistência médios. Fim-de-boca limpo, sem amargor.

2015-03-26 10.31.07

Espumante Santa Berta Champenoise – Variedades: Pinot Noir e Pinot Gris – Palha claro com reflexo esverdeado brilhante. Perlage fino e constante com borbulhas de tamanho reduzido em profusão. Aberto nos aromas com notas florais e de frutas de polpa branca. Na boca chama atenção por sua acidez “cremosa” e “cítrica”, confirmando a fruta sinalizada no nariz. Com apenas 5 g/l de açúcar não é tão austero quanto parece, revelando um discreto dulçor que lhe confere personalidade. Firme, fresco e cheio, tem personalidade e sobretudo qualidade. Terminou macio e sem amargor.

2015-03-26 10.37.20

Conclusão

A visita ocorreu na manhã do dia 26.03 quando fomos recebidos pelo Enólogo Pablo Herrera, que teceu considerações sobre a vinícola e conduziu a degustação. Quanto aos vinhos degustados, todos são equilibrados, sem os habituais excessos de álcool, extração ou madeira. Infelizmente não tivemos oportunidade de provar o multivarietal branco  “4B”, mas das simples descrições acima o prezado leitor irá notar que são vinhos fáceis de beber e que respeitam o caráter varietal. Os tintos não são herbáceos e não exibiram excesso de pirazina. Os brancos são frescos e macios. A Santa Berta produz também dois espumantes que surpreenderam agradavelmente este escriba. Um pelo método Charmat e outro pelo Champenoise. Dois espumantes de nível internacional, assim como os vinhos tranquilos. Os vinhos Santa Berta não contam com importador para o Brasil.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *