2016-01-31 15.16.222016-01-31 11.41.57

No dia  31 de janeiro do corrente ano, este escriba visitou a Vinícola Góes em São Roque/SP (Estrada do Vinho km 9 – Canguera – Cep 18145-002) juntamente com outros jornalistas e formadores de opinião. O convite foi inusitado: participar do último dia das festividades da safra 2016, considerada muito boa na região apesar das chuvas intensas na primeira quinze de janeiro. O grupo foi recebido pelo Diretor Cláudio José Góes que conduziu os visitantes por todas as dependência dessa grande vinícola localizada a cerca de 70 km da cidade de São Paulo, no município de São Roque.

Goes

Sobre a Vinícola Góes –

Fundada em 1938 pelo casal Benedito Moraes de Góes e Maria das Dores Lima de Góes, a vinícola Góes está instalada no bairro Canguera, e desde os anos 1980, graças à tenacidade e ritmo infatigável de Gumercindo Góes, uma série de investimentos e aquisições, seja de terras, treinamentos ou de equipamentos, transformaram o seu perfil, ainda culturalmente associado aos seus famosos vinhos de mesa. Em 1985, adquirem a marca e instalações da Quinta Jubair, que viriam a servir futuramente como campo experimental; quatro anos depois, em busca de terroirs os quais pudessem explorar variedades viníferas europeias, adquirem em Flores da Cunha-RS a Casa Venturini, ingressando definitivamente no mundo dos vinhos “finos”. Desde então, a Góes vêm aos poucos obtendo em São Roque resultados cada vez mais satisfatórios e surpreendentes: o ápice, até o momento é, sem dúvida, o vinho degustado, premiado recentemente na 22ª Avaliação Nacional de Vinhos. Texto de Fábio Romão Prado

A  seguir a relação dos vinhos degustados:

Espumante Asti Góes Tempos Lorena 2015 (não é vendido ao público) – A variedade Lorena é uma híbrida resultado da criação da Malvasia Bianca (70%) e Seival (30%) –

Prosecco Donnatella Demi-Sec – Álcool: 10% –

Espumante Casa Venturini Vívere  –

Góes Tempos Lorena BRS –

Góes Tempos Cabernet Sauvignon  –

Sauvignon Blanc Venturini 2015 –

Chardonnay Venturini Reserva 2014 –

Tempos Philosophia Cabernet Franc 2014 –

Tannat Venturini Reserva 2013 – Álcool: 12,3% –

 

Philosofia, o primeiro vinho fino da vinícola Góes
Philosofia, o primeiro vinho fino da vinícola Góes

Avaliação dos vinhos que se destacaram:

Prosecco Donnatella Demi-Sec – Álcool: 10% – Garrafa 660 ml – Palha brilhante. Aromas florais e de frutas de polpa branca. Na boca é leve, festivo, fresco e muito fácil de beber. Macio, tem leve amargor no fim-de-boca que praticamente desaparece ao ser acompanhado de petiscos (salames e queijos semi-duros). Boa tipicidade. Avaliação: 86/100 pts.

Góes recebeu os jornalistas e anunciou que....
Cláudio José Góes recebeu os jornalistas e anunciou que….

Espumante Asti Góes Tempos Lorena 2015 (não é vendido ao público) – A variedade Lorena é uma híbrida resultado da criação da Malvasia Bianca (70%) e Seival (30%) – aqui verificamos um espumante que não pode ser comercializado porque não a Lorena é uma variedade híbrida e a legislação brasileira só permite a produção de espumantes de uvas brancas e tintas “vitis vinifera”. Mas nem isso empanou a imagem deste curioso e gostoso espumante, que exibiu aromas florais, boa presença no paladar e levíssimo amargor final. Destaque para seu frescor e balanço. Avaliação: 87/100 pts.

....a Jornalista do setor de vinhos, Silvia Mascella faria uma palestra sobre a história do vinho brasileiro.
….a Jornalista do setor de vinhos, Silvia Mascella faria uma palestra sobre a história do vinho brasileiro (Viticultura no Brasil e Novas Fronteiras). E fez, sendo ao final efusivamente aplaudida pelos presentes.

Góes Tempos Lorena BRS – branco produzido com a uva híbrida Lorena (vide acima) , exibiu aromas florais sobre frutas de caroço. Tem boa densidade no paladar, médio frescor e presença de fruta. Termina curto com pequeno amargor que não chega a incomodar. Avaliação: 86/100 pts.

Espumante Vivere Brut
Espumante Vivere Brut

Sauvignon Blanc Venturini 2015 – aqui estamos diante de um branco da Campanha Gaúcha e tudo indica que a variedade dá bons resultados nesta região. Quase translúcido na cor como a já prenunciar sua boa acidez, aromas florais sobre um fundo vegetal. No paladar a confirmação dos aromas, muito bom frescor e ausência de amargor. Avaliação: 87/100 pts.+

Sucos de uvas branco e tinto produzidos na Serra Gaúcha
Sucos de uvas branco e tinto produzidos na Serra Gaúcha

Chardonnay Venturini Reserva 2014 – estrela da degustação, é um dos Chardonnays brasileiros mais premiados em concursos, tem o mesmo nível de qualidade da maioria dos vinhos produzidos no Mercosul pertencentes a sua categoria. Análise organoléptica: amarelo com reflexo na transição para dourado, muita fruta tropical madura nos aromas (abacaxi, pêssego e carambola), boca fresca, balanceada com alguma suculência. Terminou com média persistência. Vinho típico, elegante, que confirmou as expectativas deste escriba. Avaliação: 88/100 pts.

 

2016-01-31 14.41.54

 

2016-01-31 14.43.11

Tempos Philosophia Cabernet Franc 2014 Álcool: 12,4% – Região: São Roque/SP – Preço: R$ 69,00 – produzido com uvas cultivadas na antiga e não menos famosa  Quinta Jubair em São Roque, Estado de São Paulo, é um tinto sério, que já foi selecionado entre os dez finalistas na 22ª Avaliação Nacional de Vinhos (Bento Gonçalves/RS – ano passado). Apenas 6.000 garrafas produzidas Mas vamos ao vinho: bonita cor púrpura brilhante com reflexo azulado. Aromas típicos da variedade que normalmente aporta fruta (jabuticaba) e pinceladas florais sobre um fundo terroso. Na boca a sua entrada é impactante, vibrante. Taninos de boa qualidade, álcool integrado, fruta e madeira integrados – apenas 60 dias de passagem por carvalho francês novo (30% do total) – o que é muito pouco eis que a variedade aceita bem o estágio na madeira. A única aresta ficou por conta da acidez um pouco cortante e um certo verdor no fim de boca. Nada que não possa ser resolvido nas próximas edições. Mas, inegavelmente estamos diante um vinho bem feito que certamente ajudará a colocar o Estado de São Paulo entre os principais produtores de vinhos finos do Brasil. Parabéns à vinícola Góes pelo salto qualitativo. Avaliação: 87/100 pts.

Sim, São Roque, a cerca de 70 km de SP está fazendo vinhos finos de boa qualidade.
Sim, São Roque, a cerca de 70 km de SP está fazendo vinhos finos de boa qualidade.

Tannat Venturini Reserva 2013 – Álcool: 12,3% – A Campanha Gaúcha tem nos brindado com excelentes Tannats e este não é exceção. Escurão na cor, exibiu notas de baunilha derivadas da barrica sobre um fundo levemente herbáceo. Boca no mesmo diapasão. Taninos macios, equilibrados, álcool integrado, corpo pleno e fim-de-boca médio, sem aspereza ou qualquer amargor. Avaliação: 87/100 pts.

 

Conclusão –

A Vinícola Góes possui diversos vinhedos na região, dentre os quais se destacam os parreirais que já foram da Cinzano, vinhedos Quinta do Jubair e outros espalhados pela região, que consoante depoimento de Cláudio José Góes é uma região que sempre cultivou uvas americanas, mais resistentes às intempéries e menos exigentes quanto ao solo. Para o cultivo das cepas francesas, a grande dificuldade encontrada fica mesmo por conta do clima: chove muito na época da colheita e em 2016 não foi diferente, mas a chuva se verificou com alguma moderação. A solução encontrada para o cultivo da Cabernet Franc, variedade francesa exitosa no Sul do Brasil, foi a adoção do método da poda invertida, que consiste na transferência da safra para o inverno, quando a amplitude térmica, a insolação e a ausência de chuvas são semelhantes às das principais regiões vinícolas do velho continente. Focada na sustentabilidade e dotada de instalações modernas, a vinícola Góes tem duas unidades com diversos vinhedos experimentais nos quais são cultivadas inúmeras variedades portuguesas, a saber: Touriga Nacional, Aragonês, Tinta Cão, Arinto, Verdelho, etc.. A produção anual da Góes não pode ser desprezada: 9 milhões de litros anuais relativos aos vinhos de mesa produzidos em São Roque. Desse total, 80.000 garrafas dos vinhos finos Venturini (vinícola Gaúcha parceira da Góes). O suco de uva Góes também vem do RS. Por fim, o que pôde ser constatado na visita a essa vinícola é que os procedimentos de revitalização começaram a dar resultado e nos próximos anos a Góes fará parte do pequeno rol dos produtores de vinhos finos de qualidade do Brasil sendo um dos destaques do Estado de São Paulo.

 

2016-01-31 15.59.39

 

 

2016-01-31 16.49.09

 

2016-01-31 16.49.14
Espumante produzido com a variedade híbrida Lorena apresento qualidade acima do esperado.

 

 

Tempos Lorena, uva híbrida resultante do cruzamento de
Tempos Lorena, uva híbrida resultante do cruzamento de

 

 

 

2016-01-31 16.06.28

 

 

 

Sauvignon Blanc 2015 = boa tipicidade num branco marcado pelo frescor.
Sauvignon Blanc 2015 = boa tipicidade num branco marcado pelo frescor

 

 

Tannat da Campanha Gaúcha
Tannat da Campanha Gaúcha

 

2016-01-31 16.33.42

 

2016-01-31 17.33.23

 

(Visited 1.127 times, 1.131 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *