Maison Bouachon Pierrelongue Vacqueyras 2011

Mapa

Mapa

O Vale do Rhône é uma região produtora francesa de grande disparidade climática. Enquanto que o Norte é mais frio (clima temperado de influência continental com bruscas mudanças de temperaturas) e uma única cepa responde por sua produção (Syrah), o Sul é quente, fértil e nele pontificam diversas castas como a própria Syrah, Grenache, Mouvèrdre, etc. No Norte o solo é predominantemente rochoso e por conta do declive e da erosão, são necessários terraços de rocha e estacas de madeira para as treliças. A Syrah, como supramencionado, é a cepa protagonista e o seu cultivo se dá nos cinco “Crus”, a saber:  Côte-Rôtie, Hermitage, Cornas, St-Joseph e Crozes-Hermitage. Ela apresenta nuances específicas de acordo com a denominação. Na ala das brancas, as principais uvas são a Viognier, Marsanne e Roussanne.  Já o Sul do Rhône responde por 95% da produção e a principal apelação é Châteauneuf-du-Pape, seguida por Gigondas, Vacqueyras, Tavel, Lirac e em nível de produção Cotes-du-Rhône e Cotes-du-Rhône Villages se destacam, assim como Cotes-de-Ventoux. Os vinhos são marcados pelo estilo vigoroso, cálido e se assemelham aos do Languedoc-Roussilon e Provence do que propriamente aos elegantes vinhos do Norte. O clima é mediterrâneo e os verões são secos, quentes e os invernos chuvosos. A Grenache é a base dos tintos em parceria com diversas outras uvas (supracitadas). Os brancos tem menor participação e costumam ser cheios e frutados.

2016-10-30-22-24-27

Degustação –

Maison Bouachon Pierrelongue Vacqueyras 2011 – região: Sul do Vale do Rhône – álcool: 13,5% – Variedades: Grenache, Syrah e Mourvédre – preço: R$ 150,00 (wine.com.br) – Vermelho-rubi brilhante com reflexo violáceo. Aromas florais (violetas) secundados por notas picantes e mentoladas. Na boca sua complexidade gustativa chamou a atenção, eis que seu corpo vigoroso marcado por notas de especiarias lhe confere equilíbrio e concentração de sabor únicos. Taninos macos, acidez salivante, é um vinho sedoso que carrega boa dose de fruta e que convida para o próximo gole. Persistente, amadurece dez meses em barrica francesa. Avaliação: 89-90/100 pts. +

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *