Quinta da Romaneira DOC Douro 2008

Sobre a Quinta da Romaneira

A Quinta da Romaneira situa-se junto ao rio Douro, no coração do Cima Corgo – centro das três zonas de produção de vinhos do Porto e do Douro. Está localizada perto do município de Cotas, próximo do Pinhão, a cerca de 2 horas do Porto e a pouco mais de 3 horas de Lisboa.

2017-01-14 23.34.34

Há registros que atestam a existência de uma vinha na Romaneira nos séculos XVII e XVIII, período durante o qual a propriedade pertenceu a três famílias distintas: Sousa Guimarães, cujas iniciais surgem na porta da Quinta com a data de 1854, Lacerda, D. Clara de Lacerda deu o seu nome a uma das casas da propriedade e Monteiro de Barros, que, em 1940, ampliou a quinta para o tamanho que hoje conhecemos.

2017-01-14 23.34.41

Considerada como uma das principais quintas do Douro, a Romaneira aparece representada no mapa do Douro elaborado pelo Barão de Forrester. Não obstante, são feitas menções à propriedade em obras de grandes autores do século XIX, como Henry Vizetelly, que se dedicava ao estudo do Vinho do Porto. O Visconde de Vila Maior classifica ainda o vinho da Romaneira como “um dos melhores do Douro, notável pela sua suavidade, corpo e aroma”. Aliás, os Vinhos do Porto da Quinta da Romaneira foram os primeiros Vinhos do Porto a ser leiloados pela famosa leiloeira Christies, em 1872.

2017-01-14 23.34.51

Vila Maior elogia o caráter e a personalidade dos vinhos da Romaneira, que se deve, sobretudo, à Touriga Nacional. Esta variedade representa, ainda hoje, a maior parcela de vinha plantada da Romaneira (cerca de 40%), um elemento chave para a produção dos seus melhores Vinhos do Porto – Porto Vintage – e vinhos de mesa tintos.

2017-01-14 23.34.58

Segundo a Enóloga Marisa Cavadas, a direção-geral da Quinta da Romaneira atual é de Christian Seely, inglês que mora na França, supervisiona todos os imóveis de propriedade da gigante de seguros francês AXA Millésimes (que também tem participação na Quinta do Noval). Ele promoveu toda reestruturação dos 86 hectares de vinhedos (80%), plantados, sobretudo, com variedades típicas do Douro: Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz e Tinto Cão. Existe ainda uma pequena porção de uvas brancas (Gouveio, Malvasia Fina e Viosinho) e alguns hectares experimentais de castas “exóticas”, como Syrah e Petit Verdot, que começam a apresentar vinhos tintos com resultados promissores. Christian também colocou em funcionamento o hotel construído na quinta que temporariamente está desativado. O atual Enólogo-chefe é Antônio Agrellos, que já foi indicado como enólogo do ano em Portugal por duas vezes. A seguir, nossas impressões sobre os vinhos degustados.

 

logo

 

Quinta da Romaneira DOC Douro 2008 – Álcool: 13,5% – Variedades: Touriga Nacional (60%) e Touriga Franca (40%) – Região: Cotas/Alto Douro – preço: R$ 194,40 – amadurecido durante 14 meses em barrica de carvalho francês de 225 litros usadas (somente 10% de primeiro uso) a partir de vinhas de mais de vinte e cinco anos, este tinto Duriense engarrafado em julho de 2010 informa no seu contrarrótulo que: “As vinhas históricas da Quinta da Romaneira observam o majestoso Rio Douro, num amplo anfiteatro natural esculpido  no xisto, que é a base  do “terroir” único da propriedade. Este vinho junta duas das mais nobres e clássicas castas Durienses: Touriga Nacional e Touriga Franca. Fresco e equilibrado, fruta intensa, especiarias, taninos firmes mas finos e elegantes – expressões típicas das grandes vinhas da Romaneira”. Análise organoléptica:  cor viva, brilhante, de matiz púrpura, sem denunciar sua idade. Intenso e complexo nos aromas, com notas de frutas negras, especiarias sobre mentol. Boca no mesmo diapasão, taninos perceptíveis de pouca adstringência, excelente acidez, corpo pleno e final harmonioso. Um tinto fresco, equilibrado, com boa fruta. Um vinho de grande caráter, expressão característica dos grandes vinhos do Douro. Avaliação: 91/100 pts.+

Quinta da Leda_Douro (47)

Quinta da Leda_Douro (47)

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *