Cinco tannats para espantar o frio!

2017-05-15 21.59.26

Por Pablo Rodríguez Mezzetta  para Bodegas del Uruguay –

Antes de que o inverno chegue, te convidamos a desfrutar destes Tannat de diferentes perfis, todos ao alcance do nosso bolso. As primeiras frentes frias trazem consigo o avanço do outono e dos festivais gastronômicos e eventos que vinculam a Tannat com preparações com cordeiro.

Antes de recomendações de vinhos poderosos para enfrentar o frio, vamos nos concentrar sobre a Tannat com um vislumbre dos estilos da variedade. A intenção é desafiar os leitores a encontrar facilmente a diversidade da nossa principal variedade e respectiva gama de vinhos. Aqui sugerimos cinco Tannat que podem ser comprados por menos de 500 pesos uruguaios (perto de US$ 18 – pouco mais de R$ 50 na origem, sendo que alguns estão disponíveis no Brasil), assim você pode provar diferentes estilos de nossa principal variedade em apenas cinco rótulos:

Pizzorno

Don Próspero Maceración Carbónica Tannat 2016 | Pizzorno Family Estates

Qual amante de Tannat não o conhece? É um vinho jovem e fresco. “Maceração carbônica” é um tipo de vinho tradicionalmente feito na França na área de Beaujolais. Resumidamente, as uvas são colocadas em um recipiente de aço inoxidável fechado onde o CO2 é injetado. A fermentação será mais lenta e com ligeira presença de oxigênio. Este tipo de fermentação produz vinhos aromaticamente muito frutados e frescos (na maioria das vezes com uma ligeira nota de banana) e uma estrutura de boca leve com taninos agradáveis. Um Tannat introdutório para aqueles que temem a variedade. Importante: sempre consumir a safra mais recente. Quanto mais fresco, mais aromático. Importador: Grand Cru

Umbu Tannat

Ombú Tannat 2016 | BraccoBosca

Quem diz que a Tannat não pode ter um nariz explosivo sendo jovem? Senhores, este é o melhor exemplo…sempre o Tannat foi criticado por sua falta de aromas ou como eu gosto de dizer, timidez para os aromas, mas BraccoBosca consegue expressar ao máximo essa faceta aromática.

2017-05-14 12.14.08

Este vinho, cujas vinhas tem boa proximidade com o mar na região de Atlântida, tem uma intensa cor escura com reflexo violeta, sendo muito carnudo no palato, com taninos doces e agradáveis. O nariz é de fruta pura, muita fruta. Outro vinho introdutório para conhecer nossa principal variedade. Importador: Domno

Tannat Anarkia

Anarkía Tannat 2016 | Viñedo de los Vientos

Uma dos lançamentos diferentes que apareceram este ano para chacoalhar as prateleiras! Um mínimo de intervenção Tannat sem leveduras selecionadas ou conservantes. Isto é essencial para a sanidade da vinha, e esta na mesma tendência do clima. Anarkía foi uma ideia que Pablo Fallabrino tinha em mente há algum tempo, mas veio à luz em 2016 impulsionada pelo fato de que era uma boa colheita, o que permitiu intentar sua realização. Vinho poderoso desde sua cor intensa de grande extração – quase negro. Aromas ricos de ameixas maduras e frutas azuis misturadas. O melhor é a boca. Estruturalmente rica, taninos doces e boa persistência final. Haverá um 2017?

RPF

Pisano RPF Tannat 2013 | Pisano

Tannat indisfarçavelmente de guarda. Com o clássico selo Pisano, este vinho é, sem dúvida, o tinto de apresentação de adega. O conceito Pisano não é “single vineyard¨ se não justamente o contrário, seus vinhos se originam de mesclas de diferentes vinhedos para chegar ao perfil característico de cada linha e RPF não é exceção à regra. A passagem por barrica tampouco não é uma receita. Cada colheita é diferente e, portanto, requer um tratamento distinto em torno do vinho e não em torno do carvalho. Aromaticamente sedutor, muito boa fusão de fruta madura fresca, com toques picantes, especiados e defumados decorrentes da passagem de madeira. Os mais experientes vão encontrar notas de tabaco e chocolate. O paladar é de um verdadeiro TANNAT, com sua estrutura e taninos firmes, mas agradáveis. Para tomar agora ou …em oito anos! Importador: Mistral

Licor de Tannat

Licor de Tannat 2008 | Grupo Traversa

Apesar de licores de Tannat abundarem, há uma série deles no mercado de muito boa qualidade. Mais adiante vamos comentar um vinho especial como este, mas hoje vamos nos focar pontualmente neste. Faz algum tempo que numa degustação, me haviam recomendado-no com uma classificação impressionante: “É uma bomba!”. Ele realmente é isso. Preparado no estilo do tradicional Porto, este licor de Tannat tem uma estrutura “quase mastigável” com uma uma potência de cor incrivelmente alta que mancha a taça por vários segundos antes de agitá-la. O pavio da bomba começa no nariz, com notas intensas de chocolate, compotas e especiarias; e, finalmente, explode na boca, com um dulçor justo e opulento. Indubitavelmente é o melhor companheiro das sobremesas em geral. Dica: pode ser armazenado sem problema de 10 a 20 anos.

Tannat

Traduzido para o português (Brasil) por Jeriel da Costa, que foi autorizado pelo autor a fazer essa tradução. Proibida a reprodução sem autorização.

Fonte: http://www.bodegasdeluruguay.com.uy/notas/leer/cinco_tannat_por_menos_de_500_para_anticiparse_al_frio

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *