Lançamentos da Aurora se destacam na Feira APAS – 2017

2017-05-04 17.38.01

Na semana de 2 a 5 de maio de 2017, realizou-se em São Paulo, a Feira da APAS, considerado o maior evento supermercadista do Brasil. Um dos estandes de vinícolas visitados por este redator foi o da “Cooperativa Vinícola Aurora”. Na oportunidade fomos recebidos pela Sommeliére Renata Guidoti, que além de ter providenciado as fichas técnicas, gentilmente serviu e discorreu sobre os vinhos. A seguir as descrições e avaliações:

Aurora Varietal Chardonnay 2015 – Álcool: 13% – amarelo-palha brilhante. Aberto nos aromas com notas cítricas que se confirmaram no paladar, fresco e balanceado. Persistência média/curta, sem amargor no entanto. Avaliação: 87/100 pts.

Aurora - logotipo

Aurora Pinto Bandeira Chardonnay 2015 – Álcool: 12,5% – Amarelo dourado brilhante. Aromas complexos. Iniciou com toque floral, evoluindo para abacaxi maduro combinado com notas amanteigadas (não enjoativas). No paladar, boa concentração de sabor, uso judicioso das barricas permitindo a livre expressão da fruta (damasco e sugestões cítricas), álcool na medida num dos melhores representantes da variedade em solo brasileiro. Persistente, despede-se do paladar sem amargor. Avaliação: 89/100 pts.

 

 

 

2017-05-04 17.10.01

 

Espumante Aurora Pinto Bandeira Extra-Brut – Variedades: Chardonnay (60%), Pinot Noir (30%) e Riesling Itálico (10%) – Indicação de Procedência Pinto Bandeira – Álcool: 12,5% – Preço médio: R$ 100 – Lote 08514 – Amadurecido por 24 meses em contato com as leveduras. Palha claro brilhante. Aromas complexos com notas de frutas brancas maduras, leveduras sobre um fundo tostado. Boca no mesmo diapasão, rica, marcada pelo frescor, cremosidade, vivacidade com leves toques minerais e boa expressão de fruta. Corpo médio para bom, acidez delicada num espumante potente ausente de qualquer amargor. Com apenas 5 g/l de açúcar não é tão austero quanto parece, revelando um discreto dulçor que lhe confere personalidade. Enfim, um espumante balanceado de excelente tipicidade. Avaliação: 90/100 pts.+

 

 

Aurora Reserva Merlot 2016 – Álcool: 12,5% – exibiu boa tipicidade fortalecendo o argumento de que a Merlot é mesmo a uva tinta que apresenta melhores resultados na Serra Gaúcha. Violáceo intenso, no nariz sua fruta é facilmente perceptível, ameixa, groselha, taninos macios, algum tostado, enfim, um Merlot gostoso, macio, por preço acessível. Amadurecido durante seis meses em barrica de carvalho americano e francês. Avaliação: 88/100 pts.

 

Lançamentos da Aurora se destacam na Feira APAS –

2017-05-04 17.56.21

 

Aurora 85 anos 2014 – Variedades: Cabernet Sauvignon (40%), Cabernet Franc (30%) e Merlot (30%) – Álcool: 12,5% – Preço médio: R$ 60 – Vermelho-rubi intenso, profundo, brilhante, com reflexo violáceo a indicar juventude. Apresenta aromas complexos de frutas vermelhas maduras sobre uma nota levemente herbácea. A passagem de 10 meses por barricas de carvalho francês e americano conferiu-lhe boa complexidade gustativa com notas de chocolate e café. Álcool e acidez equilibrados. Enfim, um vinho elegante, macio, de taninos finos, perfil clássico e harmônico. Bem superior ao “Aurora 75 anos” lançado anos atrás. Já está pronto para ser bebido. Avaliação: 89/100 pts.+

2017-05-04 17.24.48

Aurora Pequenas Partilhas Cabernet Franc 2014 – Álcool: 13% – preço médio: R$ 39 – a Cabernet Franc vem principalmente de Pinto Bandeira (24 km do centro de vinificação da matriz da Aurora), cujo solo é basáltico de origem vulcânica, o que proporciona boa acidez ao vinho, que amadureceu seis meses em barricas de carvalho americano e francês. Análise organoléptica: vermelho-rubi intenso de média profundidade. Nos aromas frutas vermelhas e negras revezam-se entre si. A madeira está presente mas não incomoda. Depois de algum tempo na taça o toque herbáceo que distingue essa variedade dá o tom sobre um fundo balsâmico. Na boca a sua entrada revelou um vinho de taninos macios, álcool integrado e boa acidez. Um tinto balanceado, de leve acento mineral, boa tipicidade e final persistente. Avaliação: 89/100 pts.  

 

2017-05-04 17.39.10

Aurora Pequenas Partilhas Malbec 2014 – Álcool: 13,2% – a Malbec vem principalmente de Maipú, pertinho da Capital da Província de Mendoza, cujo solo é franco-arenoso essencialmente pedregoso de origem aluvial, o que garante um bom irrigamento da planta. Quarenta por cento deste tinto amadureceu seis meses em barricas de carvalho americano e francês. Análise organoléptica: vermelho-rubi intenso de média profundidade. Nos aromas notas de violetas, ameixas sobre um fundo especiado. Na boca apresentou taninos macios, álcool generoso promovendo sensação de calor e doçura no palato. Corpo médio, boa fruta e acidez média. Terminou macio, de bom cumprimento, sem adstringência. Vinho típico e elegante. Avaliação: 88-89/100 pts.  

 

2017-05-04 17.47.51

 

Aurora Pequenas Partilhas Carménère 2015 – Álcool: 14% – 30% do vinho amadureceu dez meses em barricas de carvalho americano e francês. Análise organoléptica: vermelho-rubi intenso, profundo, com reflexo púrpura. Nos aromas o toque de pimenta verde da Carménère sobressai, mas dá espaço para frutas vermelhas e negras resultando num conjunto agradável e convidativo. Na boca, a sua entrada revelou taninos finos, muito macios, com boa fruta encerrando um conjunto balanceado e fresco. Redondo, é um tinto fácil de beber, com a vantagem de não precisar de comida para ser desfrutado. Avaliação: 88/100 pts.

2017-05-04 17.59.11

Aurora Pequenas Partilhas Tannat 2015 – a Tannat vem da região de Las Brujas (perto de Montevidéo), cujo solo é franco-arenoso e o clima tem forte influência do oceano Atlântico. O vinho tem uma curta passagem por barrica de carvalho americano por três meses. Análise organoléptica: vermelho-rubi intenso, profundo e concentrado. Nos aromas notas de framboesa, chocolate sobre um fundo balsâmico. Na boca a sua entrada revelou um tinto tânico, firme, cujo álcool não incomoda e de boa acidez. Razoavelmente frutado, sua sólida estrutura revelou tratar-se de um vinho poderoso, com força suficiente para harmonizar com carnes, principalmente as mais ricas em gorduras. A vinícola Gimenez Mendez acertou ao elaborar um vinho cujo perfil agrada o paladar brasileiro. Avaliação: 89/100 pts. + 

 

Aurora Millésime Cabernet Sauvignon 2012 – mais uma edição daquele que é apontado pela crítica como o mais regular Cabernet Sauvignon nacional. Análise organoléptica: Vermelho-rubi intenso com alguma profundidade. Aromas típicos da casta no Novo Mundo com muito mentol, especiarias e uma pontinha de licor de cassis. Na boca taninos macios, toques lácteos, boa fruta e equilíbrio gustativo digno de nota. Um bom Cabernet Sauvignon da Serra Gaúcha que pode ser equiparado aos melhores Cabernets Argentinos e Chilenos de sua faixa de preço, na casa dos R$ 80. À Conferir. Avaliação: 90/100 pts.+

2017-05-04 18.17.38

2017-05-04 16.59.19

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *