Wine Day Qualimpor – Quinta do Crasto

2017-05-25 16.39.09

O Wine Day Qualimpor 2017 ocorreu em São Paulo no dia 25 de maio. Na oportunidade fomos gentilmente recebidos por Tomás Roquette, da Quinta do Crasto, que teceu considerações sobre os vinhos por si produzidos a seguir descritos e avaliados:

2017-05-25 16.29.33

2017-05-25 16.39.09

CSB

Crasto Superior Branco 2014 – Álcool: 13,5% – Variedades: Verdelho e Viosinho – Importador: Qualimpor – Região: Douro Superior – preço: R$ 186 – cor palha verdeal. Intensos aromas florais e cítricos. Encorpado, firme e de grande expansão no paladar com o frescor proporcionado pela excelente acidez se destacando. Leve acento mineral.  Sem amargor e sem excesso de madeira, ao contrário, revelou mais fruta (cítrica e de caroço) do que na edição anterior e ótima persistência final. Roquette revelou que houve alteração no procedimento conhecido por bâttonage, o que resultou num branco mais elegante, complexo e marcado pela fruta. Avaliação: 91/100 pts.+

CSB

Crasto Superior DOC Douro 2014 – álcool: 14,5% – Variedades: Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz, Souzão e Vinhas Velhas – importador: Qualimpor – Preço: R$ 118 – Vermelho-rubi violáceo com halo púrpura. No nariz toques florais sobre um fundo de baunilha. Na boca a sua entrada revela um vinho fresco, taninos finos, toque de especiarias com a fruta em evidência. Perfeito entrosamento entre fruta e barrica discreta perfazendo um conjunto elegante, equilibrado e de média/longa persistência. Vinho harmônico, sem arestas que termina vivaz com excelente persistência. Avaliação: 90/100 pts.+

2017-05-25 16.25.26

Crasto Superior Syrah Vinho Regional Duriense 2014 – Álcool: 13,5% – Variedades: Syrah (97%) e Viognier (3%) – Importador: Qualimpor – Região: Douro Superior –Preço: R$ 298 – Linda cor violácea profunda com nítido halo púrpura. Intensos aromas florais (violetas), especiados (nóz moscada e pimenta negra) sobre uma nota de chocolate. Na boca, sua entrada revelou um tinto compacto, massivamente equilibrado e de grande expansão no paladar com o frescor proporcionado pela boa acidez se destacando. Os taninos também são de textura fina. Álcool integrado. Dominado por frutas negras, também exibiu leve acento mineral. Sem amargor ou excesso de madeira, revelou excelente persistência final e invejável tipicidade no Douro. Lembra os tintos do Vale do Rhône e nas degustações às cegas que costuma participar sempre surpreende! Sem dúvida, este novo Syrah já nasce como candidato a ser um dos expoentes da casta em Portugal. Avaliação: 92/100 pts.+

2017-05-25 16.25.31

Quinta do Crasto Reserva Vinhas Velhas Douro 2014 – Álcool: 14,5%  – importador: Qualimpor – Preço: R$ 421 – vermelho-rubi com reflexo violáceo nas bordas sem turbidez. Expressivo nos aromas de frutas vermelhas frescas (cerejas e morangos), baunilha, leve tostado e o tradicional toque de violetas aportado pela Touriga Nacional. Boca a subscrever o olfato, com taninos finos e maduros. Álcool, madeira, fruta e acidez integrados, excelente concentração de sabor com muita profundidade de fruta, final longo e suave, sem nenhuma adstringência. Às cegas costuma surpreender, inclusive derrotando tintos bem mais caros. É um vinho hedonista, que justifica as elevadas pontuações que amiúde recebe e que não custa barato mas que vale cada centavo empregado. Não parecer ter três anos, portanto, são ótimas suas perspectivas de evolução na garrafa nos próximos cinco anos. Um tinto de grande consistência. Decantar antes de servir. Avaliação: 92-93/100 pts. ++

2017-05-25 16.19.04

Roquette & Cases Douro DOC 2013 – álcool: 14,5% – variedades: Touriga Nacional (60%), Tinta Roriz (25%) e Touriga Franca (15%) – importador: Qualimpor – preço: R$ 298 – o “xistinho” exibiu cor vermelho-rubi intenso com alguma profundidade. No nariz é aromático, com notas de violetas secundadas por ameixas, amparadas por um gostoso toque de coco e baunilha aportados pela passagem nas barricas (18 meses em barricas de carvalho francês). No paladar, a sua entrada revelou um vinho fino, com taninos maduros e intensos, sustentados pelo álcool generoso e pela acidez salivante. Concentrado, ainda jovem, seu final é marcado por notas de chocolate. Já está pronto mas recompensará quem tiver paciência de guardá-lo por mais alguns anos. Avaliação: 90-91/100 pts.+

2017-05-25 16.40.13

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *