2017-06-17 12.26.55

No dia 17 de junho de 2017, a Confraria Esvaziando a Adega reuniu-se mais uma vez no sempre recomendado restaurante Zeffiro (Frei Caneca 669, SP), para degustar, às cegas, vinhos tintos de Pinot Noir. Estiveram presentes além deste redator, Lucas, José Luiz, Melissa, André e Clóvis. Ausente: Romeu. A seguir as descrições e avaliações dos vinhos degustados:

2017-06-17 13.20.04

3° lugar – Santa Rita 120 Pinot Noir 2015 –  Álcool: 13,5% – Região: Vale de Casablanca – Importador: CBD/GPA – preço médio: R$ 39,90 – vermelho-rubi com reflexo violáceo. Pouco complexo aromaticamente, apenas um toque herbáceo sobre um fundo vegetal, sem fruta. Na boca se mostrou equilibrado, de corpo leve, álcool integrado, taninos macios e alguma reminiscência de fruta vermelha (por ser do Vale de Casablanca era de se esperar um vinho bem frutado; não foi o que ocorreu). O fim-de-boca é suave, sem amargor ou qualquer adstringência. Avaliação: 86/100 pts.

2017-06-17 13.19.55

Casillero del Diablo Reserva Pinot Noir 2014 – Álcool: 13,5% – Região: Vale Central – Importador: VCT Brasil – preço médio: R$ 45,90 – vermelho-rubi de média intensidade com halo granada em formação. Aromas de frutas vermelhas sobre compota (leve goiabada) e ligeiramente tostado (oito meses de madeira). No paladar taninos macios, acidez adequada, uma pontinha de álcool e a leveza frutada que se espera de um Pinot Noir. Equilibrado e de boa tipicidade, ficou no merecido segundo lugar. O único vinho com rolha da degustação. Avaliação: 87/100 pts.

2017-06-17 13.19.48

1° lugar – Gato Negro Pinot Noir 2013 – Região: Vale Central – Álcool: 13,5% – Importador: Interfood – Preço: R$ 44,90 (Carrefour) – o 1° lugar teve um desempenho excelente na taça. Um verdadeiro “best value for money” com a cor típica que se espera de um Pinot Noir: granada translúcido brilhante. Aromas complexos com frutas vermelhas e negras em compota sobre um discreto fundo de cogumelos. No paladar, verificamos a plena subscrição do olfato. Um Pinot muito macio, leve, de taninos redondos de boa textura, álcool integrado e a melhor acidez dos três vinhos. Bem frutado e sem passagem por madeira, este Gato Negro Pinot Noir é o tipo de vinho para ser introduzido nas degustações como “coringa” eis que flui perfeitamente no paladar como se espera de um vinho elaborado com essa variedade. Avaliação: 88/100 pts.

2017-06-17 13.19.42

CONCLUSÃO –

Três pinots adquiridos no Supermercado Carrefour – Shopping Butantã foram os protagonistas da degustação que ocorreu às cegas. Confesso haver apostado as minhas fichas no Santa Rita 120, eis que essa linha de vinhos é de grande consistência. Mas às cegas o seu desempenho ficou aquém do esperado. Já o Casillero del Diablo teve desempenho a altura da sua fama e confirmou boa qualidade. Ao lado do Syrah, é uma das melhores opções desta linha de vinhos. Por fim, o vinho que obteve a primeira colocação dos degustadores teve desempenho bem acima do esperado. Lembrou em alguns momentos, sem exagero, um “Bourgogne Pinot Noir” dos mais baratos, mas depois de algum tempo na taça revelou o famoso aroma de compota que caracteriza a maioria dos vinhos do Chile. Mas o desempenho do Gato Negro convenceu os degustadores, prova inequívoca da competência da indústria vinícola chilena no aperfeiçoamento do cultivo desta delicada variedade. Anos atrás era impossível imaginar encontrar Pinot Noir ao alcance do bolso em supermercados. E, mais uma vez, os chilenos largaram na frente. Digo isso porque é muito difícil encontrar vinhos dessa variedade de outras nacionalidades por preços acessíveis e com características dos Pinots chilenos: aromáticos, leves, frutados, de boa acidez e, se o caso, razoavelmente madeirados. Enfim, os três vinhos tiveram desempenho correspondente aos preços, então forçoso concluir que são detentores de relação “qualidade-preço”. E o melhor: todos abaixo dos R$ 50 e facilmente encontrados nos principais supermercados.

(Visited 149 times, 159 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *