Vindo da Itália para Santiago em 1.914, com 15 anos, para escapar da Primeira Guerra Mundial, José Canepa iniciou a Viña Canepa na década de 30 com um estabelecimento para armazenar, engarrafar e exportar vinhos para vários países do mundo. Já na década seguinte, Viña Canepa iniciou o plantio de seus próprios vinhedos em diferentes regiões do Vale Central. Hoje possui mais de 1.000 hectares nos Vales de Maipo e de Colchágua – 400 deles plantados e, em 1997, iniciou a construção da primeira vinícola na região de Marchigüe. Atualmente pertence ao conglomerado Concha y Toro.

2017-08-03 21.45.03 (Copy)
O Canepa Magnificum foi produzido nas safras 1993, 1995, 1999, 2001, 2006, etc. Atualmente a orientação enológica é da Max Weinlaub, braço direito de Marcelo Papa na Viña Concha y Toro

Degustação –

Canepa Magnificum 2006 – álcool: 14,5% – Variedades: Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc (3%) – Região: Puente Alto/Vale do Maipo – Importador: Decanter – amadurecido 18 meses em barrica de carvalho francês de primeiro uso. Análise organoléptica: Vermelho-rubi intenso, concentrado, profundo com halo granada nas bordas. Aromas abertos com baunilha num primeiro plano secundada por notas de especiarias como pimenta do reino, cassis, frutas vermelhas e negras sobre um fundo balsâmico. Na boca confirmou o nariz e se destacou por sua elegância, fineza de taninos, acidez correta, álcool integrado e fruta e madeira coexistindo pacificamente. Profundo, termina sem arestas com longa persistência. Não chega a ser magnífico, mas indubitavelmente estamos diante de um grande Cabernet Sauvignon chileno. Avaliação: 90/100 pts. +

(Visited 99 times, 99 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *