Esvaziando a Adega – Tintos da Safra 2004

2017-09-23 12.47.55 (Copy)

No dia 24 de setembro de 2017, no Aranda Asador y Tapas, os membros da Confraria Esvaziando a Adega reuniram-se para degustar, às cegas, Tintos da safra 2004. Estiveram presentes além deste redator, Lucas, José Luiz, Melissa e Clóvis. Convidado: Eduardo Morya – A seguir as descrições e avaliações dos vinhos degustados, na ordem das preferências dos degustadores:

2017-09-23 14.19.30 (Copy)

2017-09-23 14.19.41 (Copy)

Viotti – Vinho Rosé Espumante  Brut  Método Classico safra 2011 – Álcool: 12,5% – Variedade: Albarossa – disponível no Empório de Vinhos & Livros – tel. 11 3257 4362 – rosa claro límpido e brilhante. Perlage intenso com bolhas finas, grandes e persistentes. Aromas intensos com delicadas notas de frutas vermelhas maduras, leveduras e leve esfumaçado. Paladar seco, firme com o frescor se destacando em razão da boa acidez que lhe confere particular vivacidade. Termina harmonioso remetendo o degustador às sensações gustativas iniciais. Avaliação: 89/100 pts. 

2017-09-23 14.36.12 (Copy)

Cosecha Tarapacá Chardonnay 2017 – Palha claro com reflexo verdeal. Aberto nos aromas com notas de pera, maçã sobre um fundo levemente cítrico. Na boca sua entrada revelou um vinho de corpo médio para magro, sem a sobremadurez que caracteriza alguns dos vinhos brancos do Vale Central chileno, ao contrário, para a sua categoria é razoavelmente equilibrado, mas é forçoso reconhecer que em safras anteriores tinha mais atributos do que esta. Algum açúcar residual que não chega a desequilibrar o conjunto. Enfim, um vinho simples que confirma o aforismo de que “vinho para ser bom não precisar custar caro”. Avaliação: 86/100 pts.

2017-09-23 14.38.50 (Copy)

 

1º lugar – Santa Rita Medalla Real Cabernet Sauvignon 2004 – Álcool: 14% – importador: Grand Cru – Preço: R$ 127 (safra 2014 – Winebrands) – vermelho-rubi profundo, concentrado com leve halo granada sem denotar a evolução de treze anos. Aromas terciários de grande complexidade com notas de matéria orgânica em decomposição (chão de bosque), chá preto, tabaco sobre um fundo mentolado (sem goiabada). No paladar, taninos aveludados, álcool integrado, acidez média e sabor concentrado a lembrar um Ripasso. O fim-de-boca é longo e deixa uma reminiscência de vinho passificado. Excelente agora mas tem atributos para muitos anos de vida na garrafa pela frente! Avaliação: 93/100 pts.

 

2017-09-23 14.39.03 (Copy)

2º lugar – Luigi Bosca Cabernet Sauvignon 2004 – Álcool: 14% – importador: Decanter – vermelho-rubi intenso com halo granada. Aromas complexos de perfil terciário remetendo aos cânones da variedade com notas de pimenta-do-reino, caixa de charutos sobre mentol. Paladar equilibrado, taninos macios, álcool integrado, sabor discretamente adocicado, enfim, um vinho de ótima tipicidade que mais uma vez confirmou a longevidade dos caldos deste confiável produtor argentino. Avaliação: 91-92/100 pts.

2017-09-23 14.44.06 (Copy)

3º lugar – San Michele Vetluna Riserva Maremma 2004 – Álcool: 14% – Variedades: Sangiovese (90%), Barbera (5%), Ciliegiolo (3%) e Cabernet Sauvignon (2%) – importador: Decanter – Preço: de R$ 175,40 por R$ 70,16 – vermelho-rubi esmaecido. Rico e decadente nos aromas terciários, frutas secas, algo medicinal, cânfora sobre mentol. Paladar equilibrado, taninos típicos da variedade ainda exibindo leve adstringência, acidez muito boa, álcool integrado num tinto macio, correto e equilibrado com sugestões de chocolate amargo. Termina com boa persistência.  Avaliação: 90/100 pts.

2017-09-23 14.46.44 (Copy)

4º – Salton Desejo Merlot 2004 – Álcool: 13% – granada brilhante. Aromas de um tinto bastante evoluído com notas etéreas, fruta em compota sobre tostado. No paladar um tinto macio, delicado, de boa tipicidade mas que já passou do auge, devendo, todavia, permanecer palatável por mais algum tempo. Termina harmonioso. Avaliação: 88/100 pts.

2017-09-23 14.35.09 (Copy)

5º – Cremaschi Furlotti Reserva Privada Nebbiolo 2004 – Preço: R$ 68,90 (adquirido numa promoção por R$ 51,67 em 14.02.2009) – Importador: Carrefour Comércio e Indústria Ltda. -vinho de cor rubi violácea sem muita concentração e com nítido halo de evolução. No olfato apresenta notas terrosas e de frutas secas sobre fruta em compota (goiabada). Na boca, seus taninos bem trabalhados se destacaram porque encontram contraponto na acidez salivante, no álcool elevado (13,5%) que aquece o palato. Sem nenhuma doçura, é longo e termina um pouco curto, demonstrando alguma fragilidade típica dos vinhos evoluídos, dando sinais de algum cansaço. Avaliação: 87/100 pts.

 

2017-09-23 14.44.49 (Copy)

6º – Aurora Millésime Cabernet Sauvignon 2004 – Álcool: 13% – Vermelho-rubi violáceo com alguma turbidez. Aromas típicos da casta no Novo Mundo com muito mentol, especiarias e uma pontinha de licor de cassis. Na boca taninos macios, toques lácteos, fruta escassa e razoável equilíbrio gustativo, todavia, perdeu expressão na taça rapidamente. Avaliação: 86-87/100 pts.

2017-09-23 14.41.20 (Copy)

 

7º – Barolo Batasiolo DOCG 2004 – Importador: Expand – cor turva com partículas em suspensão. Aromas decadentes com notas de cinza de cigarro (cinzeiro), couro e algum mentolado. Paladar no mesmo diapasão, desequilibrado, trôpego, frágil, dando nítidos sinais de cansaço mas ainda palatável por conta de alguma maciez. A acidez também deixou a desejar. Ao fim da degustação estava melhor, mas de longe foi o pior vinho. Destaco que a garrafa deste Barolo sempre foi bem conservada, por se tratar de vinho da minha adega. Avaliação: 80/100 pts. 

Alguns “instantâneos” no “Aranda Asador & Tapas” da Rua Amauri 328 – tel. 11 3079 – 4816 – São Paulo –

 

 

Mendez e este redator

Mendez e este redator

 

Os vinhos da degustação. A sequência começa da esquerda para a direita.

Os vinhos da degustação. A sequência começa da esquerda para a direita. O primeiro foi o Santa Rita Medalla Real 2004 e o último lugar foi o Barolo Batasiolo 2004

 

O podium

IMG-20170924-WA0001

 

IMG-20170924-WA0003

 

"Rabo de Toro" diante das garrafas da degustação

“Rabo de Toro” diante das garrafas da degustação

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *