Nas portas da Patagônia chilena: Viña Alto Las Gredas

2017-10-01 12.38.31 (Copy)

No dia 1° de outubro de 2017,  em visita à Viñas Alto Las Gredas, o grupo de degustadores do 11º Concurso Internacional de Bruxelas – Chile,  foi recebido pela proprietária Maria Victória Petermann (fotos abaixo) que produz num talhão de apenas 1,5 hectares situado numa encosta de sua propriedade denominada “Fundo Perquenco”, 50 km ao norte de Temuco, 616 km de Santiago, aquele que pode ser considerado o Chardonnay mais austral do Chile. Estamos falando do Alto Las Gredas Chardonnay 2015, vinho branco de produção muito pequena (sem importador para o Brasil), que já obteve Medalha de Prata Concurso Mundial de Bruxellas – Chile 2010 e que agora em 2017, amealhou Medalha de Ouro no CMB – Chile 2017:

 

2017-10-01 12.38.17 (Copy)

 

A seguir imagens dos vinhedos, onde também são cultivadas variedades brancas e tintas como Riesling, Sauvignon Blanc, Gewürztraminer, Sylvaner,  Pinot Noir e Merlot. Os resultados obtidos foram diversos e serão avaliados para futuros projetos. Atualmente a propriedade possui 1,5 hectares de Chardonnay e 1,0 hectare de Pinot Noir cultivada desde 2012.

 

 

 

Degustação – 

Alto Las Gredas Chardonnay 2012 – Álcool: 13% – Região: Araucania/Cautín/Perquenco – amarelo-dourado denotando alguma evolução. Aromas complexos a indicar um vinho “maduro” com sugestões cítricas, minerais sobre um fundo que recorda mel. Na boca, sua entrada revelou um branco denso, viscoso, salino, concentrado, ostentando uma ponta de abacaxi em calda que se sustenta na boa acidez e no álcool integrado. Tem forte acento mineral, decorrente do solo de forte influência vulcânica. O clima também é severo, mas permite o cultivo de variedades brancas. Vinho premiado mais de uma vez pelo Concurso de Bruxelas – Chile, seguramente pode ser apontado como um dos grandes Chardonnays chilenos. Degustado com cinco anos, demonstrou estar no auge de sua evolução, o que indica que deve suportar mais alguns anos na garrafa. Avaliação: 91/100 pts.

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *