2017-08-21 15.08.27 (Copy)

A importadora Mercovino promoveu, na semana em que se realizou, em São Paulo, o Tannat Tour, em agosto passado, almoço harmonizado dos vinhos uruguaios produzidos pela Antigua Bodega Stagnari com pratos do restaurante Aranda Asador & Tapas (Rua Amauri) especialmente concebidos para essa finalidade. Na oportunidade, a importadora foi representada por Fabian Houjeije – Export Manager. 

2017-08-21 12.54.54 (Copy)

 

A seguir as descrições e avaliações dos vinhos degustados:

Pedregal Chardonnay 2015 – Álcool: 13,5% – Região: Santos Lugares/Canelones/Uruguay –  Amarelo-palha brilhante. Aromas de frutas cítricas sobre leve amanteigado. Na boca é fresco e de persistência não muito longa. Tem boa acidez, o álcool está integrado e a concentração de sabor perfaz  um conjunto equilibrado. Termina sem amargor. Avaliação: 89/100 pts.

2017-08-21 13.49.42 (Copy)

Prima Donna Antigua Bodega Stagnari Crianza en Roble Merlot 2013 – Álcool: 13% – novidade no portfólio desta dinâmica vinícola, na taça exibiu cor vermelho-rubi intenso com reflexo púrpura, e logo no início, um toque de groselha se faz muito presente, que cedeu rapidamente espaço para um verdadeiro caleidoscópio de aromas: amoras, ameixas e especiarias, tudo com elegância e finesse. Na boca, a qualidade dos taninos se destaca, álcool integrado, acidez correta e o sabor do vinho agrada bastante, num perfil guloso que lembra exemplares do Novo Mundo. Não lembra o Rhône, mas tem alguma semelhança com Syrah do Novo Mundo que este redator tanto aprecia. Amadurecido oito meses em barricas francesas e americanas de segundo e terceiro usos. O final é  longo e empolgante convidando para o próximo gole. Avaliação: 89-90/100 pts.

2017-08-21 14.17.37 (Copy)

Prima Donna Antigua Bodega Stagnari Crianza en Roble Cabernet Franc 2015 – Álcool: 13% –vermelho-rubi com reflexo púrpura brilhante. Aberto nos aromas com notas de grafite, groselha, especiarias sobre um fundo ligeiramente herbáceo. Na boca é redondo, macio, taninos de excelente textura, os quais encontram contraponto na acidez plena, no álcool integrado, resultando num conjunto bem resolvido, elegante e de invejável tipicidade no Uruguai. Sua passagem por madeira (carvalho francês) durante oito meses lhe conferiu perfil autêntico e de muita personalidade. Termina harmonioso. Um Cabernet Franc platino de muita tipicidade. Avaliação: 90/100 pts.+

2017-08-21 13.55.02 (Copy)

Prima Donna Tannat Crianza en Roble 2013 – Álcool: 13,5% – amadurecido oito meses em barricas francesas usadas, exibiu cor vermelho-rubi intenso com alguma profundidade. Aromas abertos com notas de geleia de framboesa, especiarias sobre um fundo ligeiramente herbáceo. Na boca, é um vinho solidamente constituído, tânico (ótima qualidade), álcool integrado, acidez plena, boa presença de fruta e madeira presente sem exagero, com algumas capas de sabores. Persistente, termina macio, sem adstringência deixando uma nota de ameixa no palato. Avaliação: 89/100 pts.

 

Osiris Reserva Tannat 2009 – Álcool: 15% – um dos vinhos ícones desta prestigiada vinícola, amadurecido durante 12 meses em barrica de carvalho americano. Análise organoléptica: violáceo intenso, profundo, quase impenetrável. Paleta de aromas complexos, típicos da casta com cerejas, especiarias, uma ponta de caramelo sobre um fundo levemente herbáceo. Alguma sobra de álcool a lembrar um fortificado (Porto). Na boca, exibiu taninos presentes, macios, intensos e bem trabalhados. Fruta em evidência não sendo subjugada pela madeira. Um tinto potente, longo, direto, modelo de respeito ao caráter varietal da Tannat. Avaliação: 90/100 pts.

2017-08-21 14.22.34 (Copy)

 

(Visited 94 times, 95 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *