No último dia 6 de dezembro, a importadora Barrinhas, representada por Celino Gregório e Rafael Romano, promoveu degustação dos vinhos argentinos “Estancia Mendoza” pertencente à Fecovita – Productores del Vino Argentino, no Brasil denominada Estância Mendoza do Brasil Ltda., representada na oportunidade por Alberto Luis Alvarez e Andrés Salomon. A Fecovita é uma Federação de Cooperativas Vitivinícolas Argentinas bastante conhecida, que no momento passa por um processo de mudança de imagem. Essa cooperativa de segundo grau associa 29 cooperativas, integradas por mais de 5.000 produtores e colaboradores vitivinícolas. Estes pequenos produtores se associaram em cooperativas para criar sinergias na elaboração do vinho e na colocação de sua produção no mercado. A seguir as descrições dos vinhos degustados:

Estancia Mendoza Chardonnay-Chenin Blanc 2016 – Álcool: 12% – Preço: R$ 34,90 – aromático, convidativo, levemente doce sem perder o frescor, este branco equilibrado e bem elaborado é detentor de relação qualidade-preço bastante atraente. Balanceado e sem amargor, recebeu vários elogios dos presentes.

Estancia Mendoza Chardonnay 2016 – Álcool: 12% – Preço: R$ 49 – aromas cítricos se revezam com maçã verde, na boca é leve, limpo, maduro, razoavelmente equilibrado.

Estancia Mendoza Chardonnay Roble 2015 – Álcool: 13,5% – Preço: R$ 69 – a baunilha se destaca no nariz, no paladar revelou concentração, com fruta cítrica num perfil fácil de beber, medianamente fresco. Termina persistente.

Estancia Mendoza Malbec Rosé 2017 – Álcool: 13% – Preço: R$ 34,90 – este Rosé foi a segunda surpresa da degustação. Na taça já seduz pela cor salmão límpida e brilhante, muita fruta vermelha nos aromas e no paladar é fresco, macio, sem amargor, tem leve dulçor, formando um perfil alegre, festivo, marcado pela vivacidade.

Estancia Mendoza Bonarda-Malbec 2016 – Álcool: 13% – Preço: R$ 34,90 – Violáceo-médio, frutas negras, álcool + razoavelmente equilibrado, falta complexidade, termina simples, sem amargor.

Estancia Mendoza Cabernet Sauvignon-Malbec 2016 – Álcool: 13%Preço: R$ 34,90 – Violáceo-médio, frutas negras, pimenta-do-reino, leve herbáceo. Melhor na boca com taninos de boa textura, álcool generoso, macio, sabor agradável, enfim um verdadeiro “best buy” –

 

Estancia Mendoza Bonarda 2017 – Álcool: 13% – preço: R$ 49 – vermelho-rubi com reflexo violáceo ligeiramente azulado a indicar um vinho muito jovem. Aromas de frutas vermelhas e negras – destaque para amoras e ameixas sobre uma ponta terrosa. Taninos macios, razoável estrutura, corpo e persistência médios. Termina levemente rústico.

Estancia Mendoza Malbec Roble 2015 – Álcool: 13% – Preço: R$ 69 – vermelho-rubi com reflexo púrpura a indicar um vinho jovem. Aromas de frutas vermelhas e negras sobre uma nota de baunilha. Taninos macios ligeiramente adocicados (álcool +), razoável estrutura, corpo médio/bom e fim de boca persistente, sem amargor.

Estancia Mendoza Cabernet Sauvignon Roble 2015 – Álcool: 13% – preço: R$ 69 – vermelho-rubi com reflexo violáceo intenso. Aromas típicos da variedade com pimenta negra, ameixa sobre uma nota tostada. No paladar os taninos estão presentes e são de boa qualidade, estrutura firme exibindo uma ponta de álcool que não chega a desequilibrar o conjunto que impõe-se por sua solidez, estrutura e final persistente. Um Cabernet madeirado, que teve amadurecimento de seis meses em barrica e seis meses na garrafa e que tem razoável tipicidade.

Los Elechos Malbec 2013 – Álcool: 14% – Região: Alto Vale de Uco – Ainda não é importado mas foi degustado. A seguir nossas impressões.

Estancia Mendoza “Los Helechos Malbec de Malbecs” 2013 – Região: Tupungato/Mendoza – Ángel Mendoza aporta sua expertise e Estancia Mendoza seus diversos vinhedos existentes dentro da província. O resultado é este varietal: uma seleção das melhores uvas Malbec de três terroirs distintos do Alto Vale de Uco, mas também uma combinação de enólogos, já que Angel Mendoza trabalhou lado a lado com Juan Arizu e Mariano Cignoli, parte da equipe dos enólogos da Bodega. Análise organoléptica: elaborado pelo trio de enólogos supracitados, os vinhedos estão localizados em San Carlos (El Cepillo), Tupungato e Vista Flores. Recebeu 92/100 pts. de James Suckling. Enfim, vamos ao vinho: violáceo intenso, profundo e sem halo de evolução, aromas complexos com violetas, ameixas, especiarias e chocolate. Na boca taninos macios, álcool +, leve tostado, potente, enfim um Malbec de Malbecs de qualidade distinta que irá agradar aos apreciadores desta variedade. Um vinho que degustado às cegas terá desempenho surpreendente e que promete ter preço acessível. Avaliação: 89/100 pts.

 

 

 

 

 

(Visited 469 times, 484 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *