A primeira vinícola da Press Trip Conceitocom Vinhos – Cooperativa Vinícola Aurora – primeira vinícola brasileira a abrir as portas para visitação, hoje a maior do país, sediada no centro de Bento Gonçalves – RS, foi visitada no dia 1º de fevereiro de 2018. Além da visita completa das suas instalações com degustação de vinhos e espumantes –  houve a exibição de um filme institucional seguida de pequena exposição de Flávio Zílio, Gerente Enólogo-Chefe coadjuvado por Rosana Pisani – Gerente de Exportações e Importações e pelo Enólogo Max Schumacher. A visita foi seguida de almoço na unidade da Aurora em Pinto Bandeira – Rota Vinhos de Montanha, com a presença do Presidente da Cooperativa, Itacir Pedro Pozza. 

 

A Aurora completou no dia 1º de fevereiro de 2018 86 anos e atualmente processa entre 60-70 milhões de quilos de uvas, possui 1.100 cooperados e nos últimos anos vem investindo firmemente em equipamentos, tecnologia, matéria prima, capital humano e sustentabilidade de forma concatenada e tudo isso já tem apresentado resultados positivos com inúmeros prêmios internacionais dos seus produtos. Atualmente a cooperativa produz cerca de 220 itens entre vinhos e sucos, totalizando a expressiva cifra de nove milhões de garrafas por ano. O enoturismo também é um dos focos dessa cooperativa que recebe em média 180.000 visitantes por ano. Sua sala de degustações foi inaugurada em 1960! Variedades como Chardonnay, Riesling Itálico, Pinot Noir, Merlot, Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon e Tannat são cultivadas com êxito em nove municípios da região.

A seguir a descrição e avaliação dos vinhos degustados:

Aurora Chardonnay Reserva 2017 – Álcool: 13% – elaborado com uvas do campo de Pinto Bandeira (a Aurora também utiliza uvas de outras regiões como Lageadinho, Tuiuti, Monte Belo e Garibaldi na linha varietal), exibiu cor palha claro, aromas típicos com fruta tropical madura (abacaxi principalmente) sobre um fundo amanteigado entrelaçado com notas de baunilha a denunciar sua fermentação em barrica francesa durante seis meses. No paladar tem bom volume, médio frescor, álcool integrado e um fim de boca sem amargor, mas de média persistência. Avaliação: bom

 

Aurora Pequenas Partilhas Cabernet Franc 2015 – Álcool: 12% – a Cabernet Franc vem principalmente de Pinto Bandeira (24 km do centro de vinificação da matriz da Aurora), cujo solo é basáltico de origem vulcânica,  o que proporciona boa acidez ao vinho, que amadureceu seis meses em barricas de carvalho americano e francês (30-35% novas e o restante de segundo uso). Análise organoléptica: vermelho-rubi intenso de média profundidade. Nos aromas notas de geleia de frutas vermelhas e negras, frutas confitadas, algum tostado (madeira) sobre um fundo balsâmico. Na boca a sua entrada revelou um vinho de taninos macios, álcool na medida certa e acidez média. Razoavelmente frutado, revelou acento mineral, boa tipicidade e final  de média persistência. A tipicidade da casta é o seu forte. Avaliação: excelente  

 

Aurora Pequenas Partilhas Malbec 2015 – Álcool: 13,2% – a Malbec vem principalmente de Maipú, pertinho da Capital da Província de Mendoza, cujo solo é franco-arenoso essencialmente pedregoso de origem aluvial, o que garante um bom irrigamento da planta, ensejando vinhos frescos e equilibrados. Quarenta por cento deste tinto amadureceu seis meses em barricas de carvalho francês. Análise organoléptica: vermelho-rubi intenso de média profundidade. Nos aromas violetas, ameixas sobre um fundo de frutas vermelhas. Na boca é um tinto quente, de taninos macios com alguma doçura no palato. Corpo médio para bom num vinho que tem “nervo”, com menos fruta do que o desejado e acidez média. Terminou macio, sem adstringência. Avaliação: muito bom  

 

Daniela de Lucas – Marketing da Aurora

Aurora Pequenas Partilhas Carménère 2015 – Álcool: 14% – a Carménère vem de vinhedos do Vale Central chileno, cujos solos são em sua maioria são franco-arenosos derivados de cinzas vulcânicas. O vinho amadureceu oito meses em barricas de carvalho americano e francês de primeiro, segundo e terceiro usos. Análise organoléptica: vermelho-rubi intenso, profundo. Nos aromas o toque de pimenta verde da Carménère sobressai, mas dá espaço para alguma fruta. Na boca a sua entrada revelou taninos finos, muito macios, com a fruta se destacando conferindo balanço e frescor ao conjunto. Redondo, apresentou boa integração entre fruta e madeira (30% amadurece dez meses em barricas de carvalho francês) e terminou  razoavelmente persistente.  Avaliação:  bom  

 

Aurora Pequenas Partilhas Tannat 2016 – Álcool: 14% – a Tannat vem da região de Las Brujas (perto de Montevidéo), cujo solo é franco-arenoso e o clima tem forte influência do oceano Atlântico, consoante explicação de Sebastián Gonzatto. O vinho tem curta passagem por barrica de carvalho americano por três meses. Análise organoléptica: púrpura na cor a denotar concentração. Nos aromas alguma framboesa sobre um fundo levemente vegetal. Na boca, a sua entrada revelou um tinto tânico, firme, cujo álcool não incomoda e de boa acidez para um Tannat. Razoavelmente frutado, sua sólida estrutura revelou tratar-se de um vinho poderoso, com força suficiente para harmonizar com carnes, principalmente as mais ricas em gorduras. Termina com boa persistência, um pouco adstringente é verdade! Avaliação: muito bom. + 

 

Enólogo Flávio Zílio

ALMOÇO-DEGUSTAÇÃO EM PINTO BANDEIRA  

O Centro de Tecnologia da Cooperativa Vinícola Aurora, está localizado no município  de Pinto Bandeira, pertinho de Bento Gonçalves. Lá, são cultivadas as cepas Chardonnay, Riesling Itálico e Pinot Noir destinadas à elaboração de espumantes, eis que bem adaptadas ao terroir local, que está a 700 mts. acima do nível do mar. O solo é ácido. Isso o torna apto à produção de uvas para espumantes. As parreiras são conduzidas pelo método espaldeira simples e o mesoclima se diferencia nas partes baixas e altas. A área total abrange 24 ha, sendo 16 ha destinadas ao cultivo de vitis vinifera e os vinhedos que eram experimentais tornaram-se produtivos.

Suco de uva de excelente qualidade.

Suco de Uva “Casa de Bento” Orgânico – cor intensa com reflexo púrpura. Aberto nos aromas primários, aqueles que remetem à própria uva. Na boca mostrou suas maiores virtudes: concentração e fruta intensa. Denso, integrado, profundo, compacto, convidativo e sobretudo saboroso. Pode ser diluído, mas perde um pouco suas propriedades. Novidade no extenso portflólio da Aurora, em breve será distribuído aos principais supermercados de todo o Brasil.

 

Azeite extravirgem Pequenas Partilhas Meio Dia – elaborado no Vale do Maule (Chile), com as variedades picual (70%) e arbequina (30%), e tem um índice de acidez máxima de 0,2%. É um azeite extra virgem de alta gama, muito bem equilibrado (com a picância da picual e a suavidade da arbequina) e agradável ao paladar, ideal para enriquecer o sabor de folhas verdes fortes, carnes vermelhas grelhadas e para compor vários tipos de molhos. Já pode ser encontrado em lojas, empórios, restaurantes e em grandes redes de varejo de todo o Brasil.

 

Espumante Aurora Pinto Bandeira Extra-Brut – Variedades: Chardonnay (60%), Pinot Noir (30%) e Riesling Itálico (10%) – Indicação de Procedência Pinto Bandeira – Álcool: 12,5% – Preço médio: R$ 100 – Segundo lote de 2013 – Amadurecido por 24 meses em contato com as leveduras. Palha claro brilhante. Aromas complexos com notas de frutas brancas maduras, leveduras sobre um fundo tostado. Boca no mesmo diapasão, rica, marcada pelo frescor, cremosidade, vivacidade com leves toques minerais e muit boa expressão de fruta. Corpo médio para bom, acidez delicada num espumante potente ausente de qualquer amargor. Com apenas 5 g/l de açúcar não é tão austero quanto parece, revelando um discreto dulçor que lhe confere personalidade. Enfim, um espumante balanceado de excelente tipicidade. Avaliação: excelente+

 

Aurora Reserva Merlot Rosé 2016 – Álcool: 12,5% –  Há muitos produtores no mundo tentando levar à sério o rosé.  A Cooperativa Aurora não é exceção. Este Merlot pode ser um bom ponto de partida, mas sem perder de vista que se trata de um vinho simples, agradável, fresco, pleno no paladar e cheio de fruta. Um vinho refrescante bom para os dias ensolarados não só do verão, mas das outras estações do ano também! Foi bem à mesa. Avaliação: excelente

 

Aurora Pinto Bandeira Reserva Pinot Noir 2016 – Álcool: 12,5% – Região: Pinto Bandeira/Serra Gaúcha/RS – Preço médio: R$ 25 – vermelho-rubi de média intensidade. Aberto nos aromas com a fruta saltando na frente: cerejas e jabuticabas sobre um fundo ligeiramente herbáceo. Na boca a sua entrada revelou um tinto fácil de beber. Taninos macios, quase imperceptíveis, bem ao estilo da variedade. Boa acidez, álcool integrado. Razoavelmente concentrado, seu estilo o aproxima da difícil tipicidade da variedade. A situação é mais difícil na sua faixa de preço o que o torna uma escolha que não pode ser descartada. É o tipo do vinho bmj = beber o mais jovem possível como bem assinala Hugh Johnson em seu Guia de Vinhos de Bolso. De persistência média, termina macio e sem amargor. Avaliação: muito bom

 

Carlos Balestreri é garçon da Aurora há 27 anos e se orgulha disso!

 

Aurora Reserva Merlot 2016 – Álcool: 12,5% – exibiu boa tipicidade fortalecendo o argumento de que a Merlot é mesmo a uva tinta que apresenta melhores resultados na Serra Gaúcha. Violáceo intenso, no nariz aromas florais e sua fruta é facilmente perceptível, ameixa, groselha tornando-o um Merlot aromático e convidativo, taninos macios, algum tostado, enfim, um vinho fresco e equilibrado, por preço acessível. Amadurecido seis meses em barrica de carvalho americano e francês. Avaliação: muito bom

 

 

Aurora Millésime Cabernet Sauvignon 2012 – mais uma edição daquele que é apontado pela crítica como o mais regular Cabernet Sauvignon nacional que, degustado pela terceira vez, demonstrou consistência. Análise organoléptica: Vermelho-rubi intenso com alguma profundidade. Aromas típicos da casta no Novo Mundo com muito mentol, especiarias e uma pontinha de licor de cassis. Na boca taninos macios, toques lácteos, boa fruta e equilíbrio gustativo digno de nota. Um bom Cabernet Sauvignon da Serra Gaúcha que pode ser equiparado aos melhores Cabernets Argentinos e Chilenos de sua faixa de preço, na casa dos R$ 80. À Conferir. Avaliação: excelente+

 

 

Aurora Colheita Tardia 2017 – Variedade: Malvasia Bianca – Álcool: 12,5% – branco de sobremesa elaborado com uvas colhidas bem maduras, no outono, com uma concentração de açúcar superior. Apresenta coloração amarelo-ouro, aromas terpênicos com notas florais (jasmim), damasco, castanhas, flores brancas e mel e no paladar tem doçura na medida certa, bom frescor, suavidade promovendo uma sensação aveludada com boa persistência final. Avaliação: muito bom

 

ENOTURISMO – 

A Cooperativa Vinícola Aurora está receptiva ao Enoturismo e a visita pelas dependências da vinícola é um programa altamente recomendado. Sua sede está no centro de Bento Gonçalves – RS,  sito à Avenida Independência nº 845. O atendimento ao público ocorre diariamente: de segunda à sábado das 9:00 às 17:00 horas e domingos e feriados das 10:00 às 16:00 horas. Telefone: 54 3464 8100/e-mail: varejo@vinicolagaribaldi.coop.br   –  portal: www.vinicolagaribaldi.com.br  – Facebook: cooperativavinícolagaribaldi  – Twitter: @vingaribaldi

(Visited 180 times, 183 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *