Decanter Wine Day 2018 foi realizado na Concessionária BMW Osten no último dia 15 de maio, com a presença de Adolar Hermann e demais colaboradores da Decanter, além de representantes das vinícolas chilenas De Martino, Alcohuaz, El Principal, Caliterra, Villard e Terranoble. Até agora esta foi uma das mais comentadas edições deste evento, não só pela organização e inclusão de novos rótulos de novos produtores, mas também pela constância e regularidade daqueles que sempre integraram o portfólio da Decanter, que desta vez destacou os vinhos chilenos. A seguir, descrições e avaliações de vinhos De Martino que degustamos no evento:

De Martino Old Vine White 2017 – Álcool: 12,5% – Região: Vale de Itata – Variedades: 70% Moscatel de Alexandria (70%) e Corinto (30% do blend – Vinhas plantadas em 1911, pé franco) – Guarilihue, no Vale de de Itata, localidade já conhecida por este redator, está a 23 km do Pacífico, 40 km de Concepción e 480 km de Santiago do Chile. É uma das mais antigas regiões vitivinícolas do Chile que está sendo redescoberta. Lá. vinhedos ancestrais convivem com variedades francesas. Análise organoléptica: palha esverdeado brilhante, quase translúcido. Aqui a Moscatel dá aromas e a Corinto volume de boca. Aromas complexos com notas florais, frutas de caroço e toques de mel. Na boca tem volume, boa acidez (que promove seu excelente frescor), toques minerais que se harmonizam com a fruta e um final persistente, suave e harmônico. Avaliação: 90/100 pts.

De Martino Cinsault Rosé 2016 – Álcool: 12,5% – Região: Vale de Itata – Rosé de cor típica, entre pêssego e casca de cebola, aberto e apetecível nos aromas onde a fruta salta na frente, com cereja e morango sobre um fundo especiado. Boca leve, vivaz, fresca, com alguma doçura conformando um caráter festivo. Macio, sem amargor, é um Rosé para “a beira da piscina”, mas que certamente crescerá acompanhando aperitivos, saladas e refeições leves. Harmonizou com salame. Um bom exemplo da polivalência da Cinsault no Sul do Chile. Avaliação: 90/100 pts.

De Martino Vigno – Vignadores de Carignan Old Vines Dry-Farmed Maule Valley  2014 – Álcool: 13,5% – Preço: R$ 227,50 – Variedades: Carignan (85%), Malbec e Cinsault (15%) – Vale do Maule –violáceo intenso quase retinto, intenso nos aromas com violetas, frutas negras e especiarias sobre uma nota defumada. Na boca a sua entrada revelou um vinho intenso, solidamente estruturado, alicerçado em taninos potentes, de fina textura os quais encontram suporte na acidez gastronômica, bem similar aos vinhos europeus de grande. Expansivo, complexo, seguramente apresentará evolução positiva na garrafa nos próximos pares de anos. Avaliação: 91/100 pts.+

De Martino Armida 2007 – Álcool: 14% – Variedade: Carménère – Região: Vale do Maipo/Alto Maipo – As uvas deste vinho são oriundas das melhores parcelas do “Viñedos Las Piedras”, apontado como o primeiro vinhedo de Carménère do Chile.  Produzido no Vale do Maipo, mais precisamente de Isla de Maipo. Leva Carménère, sem notas herbáceas, com uma finesse a lembrar licor de cassis nos aromas. Um tinto maduro, expansivo, que está no auge, com diversas camadas de sabores, muito macio. Impressionante como o tempo não passa para alguns vinhos! Avaliação: 91/100 pts.

(Visited 75 times, 77 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *