No último dia 28 de agosto, a Importadora BEV GROUP, promoveu o lançamento dos rótulos da vinícola chilena Casa Donoso, com a presença do enólogo Felipe Ortiz. Na oportunidade, foram lançados os vinhos “D” e “Perla Negra” e novas safras dos vinhos Evolución, Clos Centenaire e Bicentenário, todos da Casa Donoso. Pela importadora, estiveram presentes Matheus Bazan (CEO BEV GROUP) e Ludmila Chung (Gerente de Marketing) entre outros.

“O Vale do Maule corresponde a parte mais ao sul do Vale Central (Maipo, Rapel, Cachapoal, Colchágua, Curicó e Maule). É, em termos de extensão de vinhedos, o maior do Chile, com 28.500 ha. Deles, um pouco menos de um terço corresponde à uva país, a variedade tinta que os espanhóis trouxeram para o Chile no século XVI e que não mostrou ser sinônimo de qualidade. Sem dúvida, esse detalhe marca o Maule, como também o esforço de um grupo cada vez mais crescente de produtores que teve sucesso em provar que sua grande diversidade de mesoclimas possibilita a criação de grandes vinhos…

…afora a tecnologia empregada por alguns produtores, a atenção está voltada para melhorar a qualidade do vinhedo, seja em regiões próximas dos Andes, seja nas tradicionais áreas costeiras sem irrigação, onde a diversidade de solos e a topografia estão mostrando um expectante potencial que se conecta diretamente com os primeiros vinhedos plantados no vale, há mais de trezentos anos.” (Guia Descorchados).

Nesse contexto, a Casa Donoso produz vinhos com estilo, sabor e elegância que procuram expressar com fidelidade o terroir dessa região chilena reconhecida no passado por seu grande potencial que injustamente estava esquecido.  Fundada em 1989 pelo empresário francês Michel Paoletti, que pretendia encontrar uma vinícola que se assemelhasse a um “domaine” de Bordeaux, a Casa Donoso o impressionou pelo o imponente casarão existente numa das propriedades que visitou, então reuniu-se com alguns amigos entusiastas do vinho que decidiram adquirir a propriedade na época conhecida por “Fundo La Oriental”. Compraram-na de Lucía Donoso Gatica, uma mulher encantadora que por isso foi homenageada com seu nome num dos primeiros vinhos produzidos pela Casa Donoso“Doña Lucía”, que mais tarde teve o seu nome dado à linha de vinhos “topo de gama” da vinícola. A primeira colheita dos vinhos Casa Donoso se deu em 1997. No início de 2011, a vinha registrou uma mudança de propriedade que significou a incorporação de novas energias empresariais para o projeto. Os novos proprietários ratificaram as linhas de crescimento da vinha e seu compromisso com os exigentes níveis de produção das cepas tradicionais Cabernet Sauvignon, Carménère, Merlot, Sauvignon Blanc e Chardonnay. Esta é a base para conceber a produção de vinhos da linha Reserva, Gran Reserva, Premium, Súper Premium e Icono.

A linha de vinhos está constituída de um vinho ícone denominado Casa Donoso “D” , corte das variedades Cabernet Sauvignon (40%), Carménère (30%), Malbec (20%) e Cabernet Franc (10%). Abaixo vem a linha ultra premium com os vinhos Casa Donoso 1810 e Clos Centenaire (seis vinhos no total), linha super premium com tintos e brancos Casa Donoso Evolución.

Sobre o BEV GROUP:

Sob a gestão do CEO Matheus Bazan, BEV GROUP importa produtores exclusivos, todos de notoriedade internacional e grande credibilidade. Entre eles, o Primitivo Maturo, da renomada vinícola italiana Castellani; a linha francesa de vinhos e espumantes Maison Castel; os premiados Jèma e Huarpe Guayaquil El Elegido e os rótulos da tradicional Maison Piper-Heidsieck, o champagne oficial do Oscar® e do Festival de Cannes.

Sobre o evento:

A apresentação foi iniciada por Matheus Bazan e conduzida de forma didática pelo Enólogo Felipe Ortiz,  que fez uma viagem pelo mapa vinícola chileno até chegar ao Vale do Maule quando explicou a origem da vinícola e a linha de vinhos, que são trazidos dentro da melhor tradição chilena de produzir vinhos bons e baratos, que receberam avaliações compatíveis com a qualidade apresentada. A seguir as avaliações dos vinhos degustados,informando que os vinhos poderão ser encontrados nos grandes varejistas – Walmart, Carrefour e Sonda e em lojas especializadas em vinhos e respectivos empórios:

Casa Donoso “Evolución” Reserva Sauvignon Blanc 2016 – Região: Maule – álcool: 13% – preço médio: R$ 49,90 – Palha claro brilhante. No nariz os aromas florais se destacam para ceder espaço para notas cítricas. Evoluiu para fruta branca em compota e decaiu rapidamente para nuances vegetais. Boca semelhante ao nariz com predomínio das notas cítricas, boa acidez, corpo médio e final macio sem amargor. De boa tipicidade, pode acompanhar pratos leves ou ser bebido sem nenhum acompanhamento.  Avaliação: 87/100 pts.

Casa Donoso “Bicentenário de Chile” Gran Reserva Chardonnay 2015 – Região: Maule – Álcool: 13,9% – preço médio: R$ 80 – Amarelo-palha esverdeado. Aromas de baunilha, leve amanteigado, pêra, pêssego sobre ligeiro cítrico (abacaxi). Na boca, subscreve as sensações olfativas com maciez, corpo e frescor adequados, exibe fruta madura e termina macio, sem amargor. 60% do mosto amadurece entre oito a doze meses em carvalho americano e francês, o que lhe confere boa complexidade e algum potencial de guarda. Avaliação: 88-89/100 pts. +

 

 

Casa Donoso “Evolución” Reserva Merlot 2017 – Região: Maule – Álcool: 13,5% –  preço médio: R$ 49,90 – vermelho-rubi intenso com alguma profundidade. Nariz suave de perfil bastante distinto da maioria dos Merlots com ameixa sobre um fundo tostado. Depois de algum tempo uma discreta nota de fruta em compota: goiabada. Boca semelhante ao nariz, macia, razoavelmente estruturada, taninos de boa qualidade, notas de fruta madura e final harmônico, sem arestas. Fácil de beber, fácil de gostar, este tinto apresentou atraente relação preço-qualidade e tem perfil que representa bem os vinhos produzidos no Vale do Maule: simples, amáveis e pouco pretensiosos na escala de preços. Avaliação: 89/100 pts.

 

 

Casa Donoso “Evolución” Reserva Cabernet Sauvignon 2017 – Região: Maule – Álcool: 13% – preço: R$ 49,90 – vermelho-rubi intenso, profundo, límpido e brilhante. Nariz complexo com notas de coco, especiarias, ameixas e incenso. Boca densa, taninos potentes de qualidade muito boa e nuances frutadas sem predomínio da madeira. Álcool generoso. Acidez adequada e boa tipicidade da casta. Termina com ligeira rusticidade e secura na boca. Merece mais algum tempo (seis meses no máximo) na garrafa para aparar algumas arestas. Boa relação preço-qualidade. Avaliação: 88/100 pts.+ 

Casa Donoso “Clos Centenaire” 2015 – Álcool: 13,5% – Variedades: Cabernet Sauvignon (40%) Carménère (30%), Malbec (20%) e Cabernet Franc (10%) – preço: R$ 130,00 – vermelho-rubi intenso, profundo, sem halo de evolução. No olfato, a fruta vermelha e preta logo assume a dianteira ao lado de notas tostadas (barrica), café torrado sobre um fundo defumado. Na boca é um vinho de corpo pleno, taninos presentes de qualidade muito boa, acidez na medida, boa concentração de sabor com leve toque picante. Mas é bom destacar que a fruta sinalizada no olfato triunfa aqui resultando num conjunto envolvente, harmônico e, sobretudo, fácil de beber. Retrogosto mentolado. Por sua estrutura apresenta condições favoráveis de amadurecimento na garrafa. Detentor de relação preço-qualidade. Avaliação: 90/100 pts.+

Casa Donoso “D” Limited Edition 2012 – Região: Maule – Álcool: 14% – Variedades: Cabernet Sauvignon (50%), Carménère (20%), Malbec (20%) e Cabernet Franc (10%) – Preço médio para o consumidor: R$ 380,00 – o produtor assim qualifica este vinho ” como resultado do melhor da Casa Donoso “: vinhedos de longevidade média de 60 anos, trabalhados com refinadas técnicas enológicas, videiras plantadas em solo argiloso, tudo isso permitindo a produção de um assemblage de alta gama, de estilo clássico”, enfim é o principal vinho deste expressivo produtor, tinto de nítido perfil “aristocrático”. Análise organoléptica: vermelho-rubi intenso com alguma profundidade. Nariz de sugestões mentoladas, leve nota de compota e um toque de ameixa. O perfil aromático remete à Velha Escola chilena. Já na boca mostrou-se superior ao nariz com taninos de boa qualidade, álcool e acidez na medida, notas de fruta madura e bastante madeira por se integrar (24 meses de amadurecimento em barrica de carvalho francês). Termina elegante e persistente, acenando para uma longa vida na garrafa. Avaliação: 91/100 pts.+

Casa Donoso “Perla Negra” 2013 – Álcool: 14% – Variedades: Cabernet Sauvignon (50%), Carménère (20%), Malbec (20%) e Cabernet Franc (10%) – Preço médio: R$ 450 – segundo o Enólogo Felipe Ortiz este tinto é ” uma joia cultivada no Maule “. O solo granítico sugere menos elegância e mais rusticidade, mas não é o que se vê neste poderoso e sofisticado tinto do Sul do Chile. Análise organoléptica: vermelho-rubi intenso, profundo com reflexo púrpura. Violetas, amoras, ameixas e baunilha revezam-se entre si nos aromas. No paladar subimos mais um degrau. Aqui percebe-se o cuidado do enólogo em não elaborar um tinto “blockbuster”: taninos finos, álcool na medida certa, madeira integrada refletindo no delicado sabor tostado, acidez adequada num vinho suculento, repleto de frutas vermelhas e negras que terminou persistente, cativante e muito convincente! Avaliação: 93/100 pts.+

(Visited 80 times, 133 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *