Enólogo Pepe Galante e Rodolfo Spielmann
Enólogo Pepe Galante e Rodolfo Spielmann

No último dia 14, o produtor argentino Rodolfo Spielmann, proprietário da Bodega Spielmann Estates – lançou as safras 2011-2012 do Malbec Canal Flores, juntamente com o enólogo do empreendimento Jose Galante (uma referência em vinhos premium na Argentina) que para esta degustação, apresentou as particularidades e distinções de cada safra. De fato o almoço conduzido por Rodolfo Spielmann foi uma boa oportunidade de provar bons vinhos e aprender detalhes do processo de vinificação de cada tipo de vinho e safra.

CIMG2110_3240x2430

Sobre Spielmann Estates

Fundada em 2010 por Rodolfo Spielmann e localizada em uma das capitais dos melhores vinhos do mundo, Mendoza, na Argentina, a Spielmann Estates é uma vinícola boutique especializada em vinhos tintos de categoria premium, característica de uma produção artesanal, em quantidade limitada e com foco principal na qualidade da matéria prima, a uva, e os vinhos.

O vinhedo está localizado em Calle Cobos, menos de um quilômetro do rio Mendoza. As videiras de Malbec plantadas em 1910 destacam-se como excepcionais e o vinhedo é um dos poucos que sobraram na região. Além de Malbec, é produzido Cabernet Sauvignon, Syrah e Petit Verdot. O centenário sistema de irrigação do Canal Flores também contribuiu para videiras resistentes e com raízes profundas.

Com experiência adquirida ao longo de 25 anos em multinacionais nos Estados Unidos e na Europa, Rodolfo Spielmann tornou-se proprietário de um vinhedo do mesmo tamanho de seu sonho: 30 hectares de produção de vinhas de Malbec, datadas de 1910. Junto com o enólogo Pepe Galante – que por anos foi enólogo-chefe da vinícola Catena e um dos responsáveis por posicionar a Argentina como uma potência mundial no setor –, Spielmann tem como foco de sua produção uvas de qualidade superior aproveitando todas as particularidades da região da Cordilheira dos Andes, que proporciona um terroir ideal para o cultivo de uvas exclusivas.  Todos os vinhos são single vineyard, ou seja, todas as uvas usadas são provenientes deste vinhedo.

No evento foram degustados seis vinhos a seguir descritos e avaliados:

CIMG2125_2430x3240

1)  Canal Flores Malbec 2010 – Este vinho destaca a essência da famosa Calle Cobos em Mendoza. Ele é intenso, puro, com frutos concentrados e uma acidez balanceada. Canal Flores combina Malbec (em sua maioria) com Cabernet Sauvignon e Syrah. É um vinho baseado no fruto concentrado das vinhas de Malbec de 100 anos e amadurecido em barricas novas de carvalho francês por 11 meses. As safras deste vinho são 2010, 2011, 2012 e 2013. Análise organoléptica do Canal Flores Malbec Reserva 2010 – álcool: 13,7% – variedades: Malbec (90%) e Cabernet Sauvignon (10%) – região: Luján de Cuyo/Perdriel/Calle Cobos – importador: Mendoza Wines Ltda. – tel. 11 99453 5983 – preço: R$ 75 – Vermelho-rubi intenso com alguma profundidade e reflexo púrpura brilhante. Aberto nos aromas complexos com notas de violetas, especiarias (cravo), ameixas sobre um gostoso fundo de chocolate. Boca no mesmo diapasão. Taninos (doces) presentes de boa textura em perfeita harmonia com o álcool generoso, madeira sem subjugar a fruta que se manifesta na forma de ameixa madura. É um vinho que agradavelmente preenche o paladar com alguma suculência e que termina longo, com boa persistência, prometendo ganhar mais complexidade na garrafa nos próximos anos. Típico Malbec que exibe a força e o caráter dos vinhos de Perdriel. Avaliação: 89/100 pts.+

CIMG2127_2430x3240

2) Canal Flores Malbec 2011 – Este vinho foi um dos mais elogiados da degustação e também destaca a essência da festejada Calle Cobos em Mendoza. Intenso, puro, com frutos concentrados e acidez balanceada,  Canal Flores 2011 combina Malbec (em sua maioria) com Cabernet Sauvignon e Syrah. É aí que os produtores platinos acertam, porque a Malbec cresce nas parcerias com outras variedades. É um vinho baseado no fruto concentrado das vinhas centenárias  de Malbec, amadurecido em barricas novas (76%) de carvalho francês por 12 meses. Em 2011 apenas 1.500 garrafas produzidas. Análise organoléptica do Canal Flores Malbec Reserva 2011 – álcool: 13,9% – variedades: Malbec (85%), Cabernet Sauvignon (10%) e Syrah (5%) – região: Luján de Cuyo/Perdriel/Calle Cobos – importador: Mendoza Wines Ltda. – tel. 11 99453 5983  preço: R$ 75 – Vermelho-rubi intenso profundo com reflexo púrpura brilhante. Aberto nos aromas complexos com notas de violetas, especiarias (cravo), ameixas sobre chocolate amargo. Boca que subscreve os aromas. Taninos presentes de ótima textura em perfeita harmonia com o álcool integrado, madeira sem subjugar a fruta que se manifesta na forma de amora, figo e ameixa maduras. Expansivo, é um vinho que agradavelmente preenche o paladar e que termina longo, com grande persistência, camadas de sabores que prometem ganhar mais complexidade na garrafa nos próximos anos. Avaliação: 90/100 pts.+

CIMG2100_2430x3240

3) Canal Flores Malbec Barrel Fermented 2011  Este vinho tem sua fermentação alcoólica em barricas de carvalho  novas, o que lhe confere mais complexidade sendo intenso, puro, com frutos concentrados e uma acidez balanceada. Canal Flores utiliza somente Malbec exclusivas de um vinhedo de 1910, portanto, é um vinho baseado no fruto concentrado das vinhas de Malbec de 100 anos e amadurecido em barricas de carvalho francês novas (34%) por 9 meses. Análise organoléptica do Canal Flores Barrel Fermented 2011 – álcool: 14,2% – variedades: Malbec (85%), Syrah (9%) e Cabernet Sauvignon (6%) – região: Luján de Cuyo/Perdriel/Calle Cobos – importador: Mendoza Wines Ltda. – tel. 11 99453 5983  – preço: R$ 95 – vermelho-rubi intenso, brilhante. Nos aromas as especiarias dominam (cravo, nóz moscada), ameixa em calda e chocolate. Na boca sua entrada revelou um vinho de taninos macios, redondo, complexo, fluído, de bom frescor, fácil de beber, com o álcool integrado e a fruta madura predominando. O final é sedoso, sem amargor e de média-longa persistência. Avaliação: 89-90/100 pts.+

CIMG2128_2430x3240

4) Canal Flores Malbec 2012 – Este vinho é intenso, puro, com frutos concentrados e uma acidez balanceada. Canal Flores combina Malbec (em sua maioria) com Cabernet Sauvignon e Syrah, variedades que apresentam bom entrosamento entre si. É um vinho baseado no fruto concentrado das vinhas de Malbec de 100 anos e envelhecido em barris de carvalho francês por 12 meses. As safras deste vinho são de 2010, 2011, 2012 e 2013. Análise organoléptica do Canal Flores Malbec Reserva 2012 – álcool: 14,2% – variedades: Malbec (85%), Syrah (9%) e Cabernet Sauvignon (6%) – região: Luján de Cuyo/Perdriel/Calle Cobos – importador: Mendoza Wines Ltda. – tel. 11 99453 5983 – preço: R$ 75 – Vermelho-rubi intenso com alguma profundidade e reflexo púrpura brilhante. Aberto nos aromas complexos com notas de violetas, especiarias (cravo), ameixas sobre chocolate amargo. Boca que subscreve os aromas. Taninos presentes de ótima textura em perfeita harmonia com o álcool integrado, madeira sem subjugar a fruta que se manifesta na forma de ameixa madura. Expansivo, é um vinho que agradavelmente preenche o paladar e que termina longo, com grande persistência, prometendo ganhar complexidade na garrafa nos próximos anos. Avaliação: 89/100 pts.+

CIMG2129_2430x3240

5) Viñedo 1910 safra 2012 – Como o nome indica, é um vinho produzido exclusivamente com as uvas das vinhas de Malbec, datadas de 1910. No vinhedo foi separado um lote especifico com o objetivo de produzir uma fruta muito concentrada para este vinho excepcional. Para isto o volume de produção por videira é reduzida ainda mais por meio da poda-verde. Este vinho é micro fermentado em pequenos tanques de 1000 litros, com o objetivo de aumentar o contato das cascas das uvas com o líquido. Isto permite otimizar a extração de cor, aroma e sabor. É amadurecido 15 meses em barricas novas de carvalho francês. O primeiro ano de produção de Viñedo 1910 foi em 2012 e, agora, em 2013. Análise organoléptica do Viñedo 1910 safra 2012 – álcool: 14,2% – região: Luján de Cuyo/Perdriel/Calle Cobos – Variedades: Malbec (85%) e Cabernet Sauvignon (15%) – importador: Mendoza Wines Ltda. – tel. 11 99453 5983 preço: R$ 140 – Vermelho-rubi profundo com reflexo púrpura brilhante. Aberto nos aromas complexos com notas de violetas, especiarias (cravo), tostados, frutas negras sobre um fundo de licor de cacau. Boca que confirma o olfato. Taninos presentes em perfeita harmonia com o álcool integrado, madeira sem subjugar a fruta que se manifesta na forma de ameixa, amoras e figo maduros. É um vinho cheio de nuances, profundo, concentrado, que agradavelmente preenche o paladar e que termina longo, persistente, robusto, prometendo evoluir na garrafa nos dez próximos anos. Avaliação: 91/100 pts.+

CIMG2124_2430x3240

6) Mitos y Leyendas 2012 – é um vinho que homenageia Mendoza. Em toda safra os rótulos trazem um novo mito ou lenda de Mendoza. É produzido durante anos em perfeitas condições de crescimento, com uvas especificas das vinhas de 100 anos. Sua primeira – e até agora única – produção foi em 2012. Mitos y Leyendas é um vinho extremamente concentrado e elegante, que mostra ao mesmo tempo uma profunda intensidade e um equilíbrio requintado. É micro fermentado em barris de carvalho francês de 225 litros, com o objetivo de otimizar a extração de cor, aromas e sabor, além de ganhar complexidade através do contato precoce com o carvalho. Depois da fermentação, é amadurecido 14 meses em barris novos de carvalho e foi microvinificado com apenas 2.000 garrafas produzidas. Análise organoléptica do Mytos y Leyendas 2012 – álcool: 13,7% – variedades: Malbec (67%), Cabernet Sauvignon (22%) e Syrah (11%) – região: Luján de Cuyo/Perdriel/Calle Cobos – importador: Mendoza Wines Ltda. – tel. 11 99453 5983 – Vermelho-rubi intenso profundo com reflexo púrpura azulado brilhante. Aromas complexos com notas de especiarias (cravo), frutas negras em profusão, tabaco sobre leve defumado. Boca imponente, com nervo e concentração: taninos de ótima qualidade em harmonia com o álcool integrado, madeira e fruta em integração, corpo pleno, final longo e persistente. É um vinho robusto que suavemente preenche o paladar, prometendo ganhar evolução nos próximos 5/10 anos. Avaliação: 91/100 pts.+

Rodolfo Spielmann
Rodolfo Spielmann

 

image001 (3)_450x488

 

Jornalistas dos principais veículos se fizeram presentes no almoço.
Jornalistas dos principais veículos se fizeram presentes no almoço.

 

Pepe Galante - um dos principais enólogos em atividade na Argentina: Já foi da Catena e atualmente está na Salentein
Pepe Galante – um dos principais enólogos em atividade na Argentina: já foi da Catena e atualmente está na Salentein. Apontado como visionário que mudou o cenário vinícola platino.

 

Canal Flores 2011 - um dos vinhos mais elogiados, não custa muito pelo que entrega: R$ 75
Canal Flores 2011 – um dos vinhos mais elogiados, não custa muito pelo que entrega: R$ 75

 

Contrarrótulo do Viñedo 1910 - repleto de informações, como convém
Contrarrótulo do Viñedo 1910 – repleto de informações, como convém

Conclusão

Rodolfo Spielmann não é mais um sonhador ou aventureiro que ingressa no mundo do vinho. É um sujeito determinado, que sabe o que quer. No seu primeiro encontro com a imprensa fez uma apresentação exemplar. Explicou tudo direitinho e não deixou nenhuma pergunta sem resposta. E o principal: seus vinhos (Malbecs) correspoderam às expectativas. Não vou me prolongar muito, mas somente a precificação correta dos vinhos e as pontuações atribuídas são indicadores de que há espaço no mercado brasileiro para os vinhos Canal Flores e Viñedo 1910. Tudo vai depender da divulgação e do abastecimento dos canais de distribuição, porque são vinhos típicos, exibem caráter varietal e são elaborados por um dos mais talentosos enólogos argentinos da atualidade: Pepe Galante, atual consultor da Salentein, ex-Catena. Não é exagero dizer que merecem estar nas melhores cartas de churrascarias e restaurantes de São Paulo, mas vai levar tempo eis que sua produção ainda é pequena. Mas pela qualidade deve crescer e muito! Agora só restar aguardar as avaliações dos críticos internacionais (aqui no Brasil o abalizado Jorge Lucki já se manifestou favoravelmente – http://www.valor.com.br/cultura/3314632/os-vinhos-da-spielmann-estates), eis que certamente serão bem avaliados. É o nosso modesto vaticínio. São caldos modernos, concentrados, balanceados, redondos, frescos, com a madeira judiciosamente utilizada e o álcool integrado. E têm nervo, muito nervo.  Ao recuperar velhas vides de Malbec, Rodolfo Spielmann conseguiu dar uma nova interpretação a essa variedade, tradicional com alicerce na modernidade, talvez esse seja o grande diferencial desses vinhos.

CIMG2129_2430x3240

(Visited 338 times, 338 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *