Segue abaixo, o ilustre Confrade Flávio Siqueira com uma garrafa magnum do Screaming Eagle, vinho produzido por Jean Phillips em 1986, quando adquiriu uma propriedade  na qual se plantava Riesling. Ele plantou Cabernet Sauvignon no lugar da varietal branca. A primeira safra  foi em 1992 com apenas 225 caixas. Quando Robert Parker deu ao vinho 99/100 pts., foi um acontecimento notável e o Screaming Eagle tornou-se o Cabernet Sauvignon mais caro e procurado da Califórnia. Ainda que a produção continue baixíssima, com apenas 500 caixas por ano, o vinho custa a importância relativamente modesta de US$ 300 para os clientes da lista de reservas, ainda que alcance preços muito elevados nos leilões. A casa de leilões Hart Davis Hart, em Chicago, vendeu uma coleção vertical de 30 garrafas por US$ 41 mil em 2005. Phillips vendeu a Screaming Eagle para os empresários Charles Banks e Stanley Kroenke em março de 2006.  Após a venda houve muita especulação sobre como os novos donos poderiam expandir a produção da Screaming Eagle utilizando os mais de 24 hectares com vinhas já plantadas e plantando mais em outros locais. Banks, no entanto, declarou: “Não é preciso fazer mais. A Screaming Eagle é uma dessas coisas especiais. Nosso trabalho é mantê-la especial”. Fonte: livro “1001 vinhos antes de morrer” de Neil Beckett, prefaciado por Hugh Johnson

photo

As safras mais procuradas e valorizadas do “Screaming Eagle” são aquelas que obtiveram 100/100 pts.:   1997, 2002 e 2007  Portanto, trata-se de vinho raro, que não conta com importação regular para o Brasil.

(Visited 171 times, 171 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *